Federação Catarinense repudia falas de influencer que diz ser “absurdo” meninos fazerem patinação


Após a influenciadora brusquense, Mariana Boettger relatar em sua rede social que ao levar sua filha para uma aula experimental de patinação artística achou um “absurdo” meninos estarem fazendo o esporte a Federação Catarinense de Patinação Artística divulgou uma nota de repúdio e disse que tomará as medidas cabíveis contra Boettger.

A postagem ocorreu ontem (22) e gerou grande repercussão negativa na internet: “Hoje quando levei minha filha na aula de patinação, me deparei com alguns meninos para fazer o teste. Mandei mensagem para meu marido e falei “meu Deus, olha que absurdo, tem meninos querendo fazer patinação”, disse Boettger em seus stories.

Nos vídeos ela também diz que “os valores estão invertidos dentro de casa” e que pais que permitem que meninos pratiquem o esporte “parece que ao invés de ter cérebro, tem titica de galinha dentro.”

Publicidade

Não demorou muito para as repreensões acontecerem, patinadores se manifestaram contra as falas de Mariana, além de parceiros comerciais que emitiram notas de repúdio.

Marcel Strürmer, patinador e comentarista das Olímpiadas na Rede Globo lamentou as falas e as classificou como “Preconceito ultrapassado e arrogante”.

Em seu perfil, com mais de 300 mil seguidores, Mariana compartilha frases bíblicas e na biografia diz que é “Transformada por Deus”. Nesta quarta-feira (23) ela não apareceu nas redes sociais.

Confira a nota na íntegra da Federação Catarinense de Patinação Artística:

A Federação Catarinense de Patinação Artística vem à presença de todos os atletas, pais, técnicos e amantes do esporte divulgar esta NOTA DE REPUDIO contra a FALA de Mariana Boettger, a qual postou um lamentável e preconceituoso vídeo na sua página pessoal do Instagram, a qual caracteriza como “absurdo” um menino “fazer Patinação”, descrevendo ainda a situação que vivenciou em uma aula experimental, alegando que os “valores estão invertidos dentro de casa” pelo fato de haver menino patinando.

Tal pessoa participou de uma aula experimental na região do Vale do Itajai, e após isso, proferiu inverdades, comentários preconceituosos , utilizando a “Religião” como base para as insanidades que disse, ridicularizando e diminuindo o nosso esporte e os HOMENS, que o praticam em nosso Estado.

Tal Influencer alegou que na aula experimental haviam somente “balões cor de rosa”, mesmo tendo meninos participando da referida na aula, descrevendo que 99% dos patins tinham algum detalhe rosa, ou detalhe que segundo ela são “extremamente femininos”, caracterizando assim, segundo o triste ponto de vista que ela possui, que a Patinação Artistica é esporte feminino.

Inegável reconhecer o quão preconceituosa ela foi, aliado ao grande prejuízo que a mesma causou ao difundir inverdades e comentários preconceituosos para um numero muito grande de pessoas que a seguem.

Nosso esporte é reconhecido internacionalmente, contando com vários atletas homens em nosso Estado. Atletas estes que carregam o preconceito, por ser um “esporte arte”. Atletas com famílias formadas, independente da orientação sexual, e que acima de tudo aprenderam com o Esporte a respeitar a todos, independente das escolhas e opções.

Informamos ainda que como Federação, daremos andamento em todas as medidas judiciais cabíveis em face deste triste episódio.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.