“Estamos fazendo um grande pente fino na Saúde”, declara Marlina sobre ações da comissão especial que fiscaliza a área

marlina oliveira
Foto: Talita Garcia/Imprensa Câmara Brusque.

“Estamos fazendo um grande pente fino na Saúde brusquense para poder apontar soluções e discutir a curto, a médio e a longo prazo alternativas para qualificar a questão do problema da Saúde”, disse a vereadora Marlina Oliveira (PT) durante a sessão ordinária desta terça-feira, 16 de maio, a respeito dos trabalhos da comissão especial que fiscaliza a área. Ela é a presidente do grupo que tem Cassiano Tavares, o Cacá (Podemos), na vice-presidência, André Batisti, o Deco (PL), como relator, e se completa com Jean Dalmolin (Republicanos) e Nik Imhof (MDB).


“O trabalho está muito avançado. Até o momento, revisitamos todos os pedidos de informação que os vereadores fizeram desde o início desta legislatura, e não são poucos. Estamos estudando cada um deles e cada uma das respostas que chegam”, relatou a parlamentar.


Dentre os pedidos de informação dirigidos recentemente pela comissão especial ao Executivo, está o de nº 122/2023, que versa sobre a possibilidade das Unidades Básicas de Saúde (UBS) disponibilizarem um contato de WhatsApp para as comunidades. “Hoje, nós não temos um telefone [celular] da unidade e o que a gente vê são os próprios servidores usando os seus equipamentos para adiantar esse serviço. Existem localidades em que não chega linha telefônica, são de difícil acesso, distantes, e que o único meio de comunicação é pelo aplicativo”, comentou Marlina. “Recebemos a resposta do Executivo, que nos informou que estará fazendo um estudo para que cada uma das unidades possa ter [o contato de WhatsApp]”.
Para a vereadora, a ferramenta pode ser um eficiente canal de comunicação para que a UBS consiga informar o usuário sobre, por exemplo, a necessidade de remarcação de uma consulta médica ou lembrá-lo de datas e horários de exames e consultas agendadas. “São simples organizações de gestão que melhorariam o fluxo da Saúde. Percebemos que muitas das reclamações que a gente recebe são sobre gestão, sobre qualificar os processos”.

Publicidade


Marlina falou também sobre a reunião realizada entre membros da comissão especial e o presidente do Conselho Municipal de Saúde (Comusa) horas antes da sessão ordinária. “A gente percebe a luta do conselho para poder fazer o controle social. Não tem a estrutura necessária. Tem questões que precisam do nosso apoio para melhorar e qualificar esse processo. Tivemos a oportunidade de perguntar sobre o financiamento da Saúde, a destinação dos recursos, o tanto de recursos que é destinado à Atenção Básica, tiramos dúvidas e aproveitamos para fazer um encaminhamento de nos reunir com o Comusa e todos os conselheiros”.

Demandas da sociedade
Por fim, ela pediu que os munícipes continuem procurando a comissão especial para expor situações e queixas relacionadas à área e solicitou aos demais vereadores que apresentem quaisquer reivindicações que receberem sobre a Saúde ao grupo. “Estamos dialogando com todas as esferas da sociedade para situar o que a gente tem feito e entregar medidas que visem à solução dos problemas”, concluiu.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.