Dengue: Brusque sai do estado epidêmico e inicia nova contagem em relação à doença em 2023

De acordo com orientação da DIVE-SC, os números são zerados com a virada do ano


Com o encerramento de 2022, Brusque vive uma nova situação em relação à dengue. De acordo com orientação da Diretoria de Vigilância Epidemiológica de Santa Catarina (DIVE-SC), os números são zerados e uma nova somatória inicia em 2023. A cidade também sai do estado epidêmico, onde se encontrava devido às estatísticas do ano passado.

A diretora interina de Vigilância em Saúde, Caroline Maçaneiro, explica que os números foram atípicos em 2022, mas que desde junho estavam em queda. “O resultado é fruto do trabalho intenso dos agentes de endemias em parceria com a população. Foram mais de 82.285 visitas a residências, comércios, terrenos baldios. Foram monitoradas semanalmente 414 armadilhas e 101 pontos estratégicos, atendidas 305 denúncias, além da pulverização em bairros, os mutirões, enfim uma série de ações para neutralizar a doença”, enumera.

Caroline salienta que apesar do cenário positivo é preciso manter os cuidados. “Nesta semana, as equipes de agentes de endemias iniciam um novo ciclo de atividades, mas é importante que a população siga contribuindo. Não podemos nos descuidar, principalmente com o período de chuvas que vivemos. Os ovos do Aedes Aegypti podem sobreviver sem água por 450 dias e com as chuvas, eles acabam eclodindo. Por isso, os moradores devem continuar eliminando recipientes que possam acumular água”.

Publicidade

O boletim com os dados serão divulgados todas as segundas-feiras, com os números atualizados da doença.

Dados da dengue em 2022
Casos: 4.978
Focos: 1.392
Óbitos: 11

Dados da dengue até dia 10 de janeiro de 2023
Casos: 0
Focos: 34
Óbitos: 0

Orientações

Em caso de sintomas de dengue procure a Unidade Básica de Saúde (UBS) da sua região, para o primeiro atendimento. Após a avaliação será dado o encaminhamento necessário.

Números para denúncias

A Diretoria de Vigilância em Saúde de Brusque, por meio do Programa de Combate a Endemias, também informa o número de telefone para denúncias, pelo WhatsApp, somente em formato de texto, no (47) 98813-0095, ou por ligação, no número 156, da Ouvidoria Municipal.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.