Conselho das Entidades debate contratação de assessores da Câmara de Brusque

Foto: Divulgação

O Conselho das Entidades esteve reunido na tarde desta segunda-feira, 13 de dezembro, na Câmara de Dirigentes Lojistas de Brusque (CDL) para debater a questão da contratação de assessores parlamentares da Câmara de Vereadores.

Além das entidades que fazem parte do conselho, a reunião também teve a presença do presidente da Câmara, Alessandro Simas e do vereador André Vechi. Os dois falaram sobre o contexto que envolve o assunto, trazendo os detalhes que levaram à tomada de decisão.

Por parte das entidades, o presidente do Observatório de Brusque, Claudemir Marcolla, apresentou um levantamento que compara a atuação dos vereadores em um período que foram amparados por assessores e outro sem assessoria individual.

Publicidade

“O que conseguimos mensurar como produtividade hoje, que seriam os projetos de lei e também as proposições, notamos que não houve variações significativas nessa troca de percurso, com e sem assessor. Será que a vinda de assessores irá auxiliar na do trabalho legislativo ou teremos muitos utilizando como cabo eleitoral e cabide de emprego? É isso que precisamos discutir. É louvável o diálogo, mas ele veio de maneira tardia”, afirma.  

Um dos pontos destacados pelas entidades é a questão da falta de critérios bem definidos para a contratação dos assessores, que neste momento prevê apenas como critério o nível de escolaridade Ensino Médio. Os vereadores se colocaram à disposição para verificar a possibilidade de debater e estruturar os requisitos para contratação.

De modo geral, as entidades se manifestaram de maneira contrária à contratação de assessores e pediram a revogação da resolução e ampliação do debate com a sociedade sobre o assunto.

“Só por eles estarem aqui e nos ouvirem já é fundamental. Mostra que estão pré-dispostos a fazer uma gestão diferente das passadas. A repercussão foi bastante ampla. Eles se propuseram a tentar fazer uma regulamentação com pré-requisitos pro cargo, enfim, tentar fazer com que contratem da melhor maneira possível”, afirma o presidente do Sinduscon, Fernando José de Oliveira.

O presidente da CDL Brusque, Fabricio Zen, enalteceu a participação das entidades. “Tivemos uma participação massiva e ativa. Isso é muito importante. Clamamos a revogação da resolução e que isso seja discutido com a comunidade e sociedade como um todo”, enfatiza.  

“Eu acho que as entidades estão na mesma linha, que é pela revogação do projeto, e pedem para trabalhar isso junto à sociedade, ver qual é a melhor proposta, acho que isso é o mais importante”, complementa o presidente do Sindilojas, Marcelo Gevaerd.

O vereador André Vechi afirmou que o canal para o diálogo está aberto e reconhece que a conversa feita nesta segunda-feira, poderia ter acontecido anteriormente à votação do projeto. “Trouxemos informações para esclarecer muitas dúvidas para que as entidades possam ter suas manifestações com muito mais embasamento e segurança. As entidades têm um papel fundamental em representar a comunidade, cada uma em seu segmento, assim como nós vereadores. Essa troca de ideias é importante pra gente poder, de forma conjunta, buscar o que for melhor para a nossa cidade”, afirma. 

O Conselho das entidades é formado pela Câmara de Dirigentes Lojistas de Brusque (CDL);  Associação Empresarial de Brusque (ACIBr); do Brasil (OAB) Subseção Brusque; Sindicato do Comércio Varejista e Atacadista de Brusque, Botuverá e Guabiruba (Sindilojas); Sindicato das Indústrias do Vestuário de Brusque, Botuverá, Guabiruba e Nova Trento (Sindivest); Centro Universitário de Brusque – Unifebe; Sindicato das Indústrias Metalúrgicas, Mecânicas e do Material Elétrico de Brusque (SIMMEBr); o Sindicato da Construção e do Mobiliário de Brusque (Sinduscon); Centro Empresarial, Social e Cultural de Brusque (CESCB); Associação das Micro e Pequenas Empresas de Brusque e Região (AmpeBr); Clube de Engenharia, Arquitetura e Agronomia de Brusque (Ceab); e Sindicato das Indústrias de Fiação, Tecelagem, Malharia e Tinturaria de Brusque, Botuverá e Guabiruba (Sifitec).

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.

O Olhar do Vale é um jornal digital que traz notícias de Brusque, Guabiruba, Botuverá e  região do Vale do Itajaí.

Somos um portal de notícias dedicado aqueles que buscam informação de qualidade,  jornalismo com verdade.