Comitiva do Espírito Santo visita unidades prisionais catarinenses consideradas referências nacionais


Uma delegação composta por membros da Secretaria de Justiça do Espírito Santo (SEJUS/ES) visitou, esta semana, unidades prisionais em Santa Catarina que são consideradas referências nacionais no desenvolvimento de atividades laborais e projetos voltados para a ressocialização da população privada de liberdade.

Recebidos pelos servidores da Secretaria de Administração Prisional e Socioeducativa (SAP/SC), a comitiva da SEJUS/ES teve reuniões com a equipe técnica do Fundo Rotativo do Sistema Prisional e os responsáveis pelo trabalho dos detentos. Além disso, realizaram visitas técnicas ao Complexo Prisional de Curitibanos e à Penitenciária de Itajaí, onde tiveram a oportunidade de conhecer o Projeto ReabilitaCÃO, iniciativa com objetivo de ressocializar apenados e ensinar práticas no cuidado de animais resgatados de maus tratos, já com vistas a reinserção dessas pessoas no mercado de trabalho, através de cursos de auxiliar de veterinário, adestramento e banho e tosa.

De acordo com o Subsecretário de Estado de Ressocialização da SEJUS/ES, Marcelo de Araújo Gouvea, o objetivo das visitas foi conhecer de perto os projetos exitosos realizados em Santa Catarina e tê-los como modelo para o Espírito Santo: “Os projetos catarinenses têm peculiaridades muito interessantes, principalmente na questão da venda e comercialização dos produtos produzidos dentro do sistema e a descentralização do Fundo Rotativo, pois Santa Catarina tem um avanço muito grande nessas áreas. Também agradecemos a gentileza de todos que nos receberam”, ressaltou. 

Publicidade

A comitiva da SEJUS/ES foi composta pelo Subsecretário de Ressocialização, Marcelo de Araújo Gouvea; a Gerente de Educação e Trabalho, Regiane Kieper do Nascimento; Diretora Penal, Bruna Vieira Braga e a Juíza da Vara de Execução Penal de Vila Velha/ES, Patrícia Faroni.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.