Ciclone extratropical: Bombeiros alertam para algumas medidas de segurança

Foto: Ilustração

A semana começou com chuva em Santa Catarina, confirmando o que já havia sido previsto pela Defesa Civil do estado. A partir de quarta-feira, 12, a formação de um novo ciclone extratropical no Sul do país mantém a condição de chuva, especialmente nas áreas de divisa com o estado do Rio Grande do Sul.

A chuva ganha força no final do dia, com intensidade de moderada a forte e vem acompanhada de temporais com raios, rajadas de vento e chance de granizo. Essa condição se estende para as demais regiões de Santa Catarina na madrugada de quinta-feira, 13, e influenciará na intensidade dos ventos especialmente a partir do período da tarde.

As condições do mar também mudam, ficando agitado principalmente do Litoral Sul à Grande Florianópolis. O risco de ocorrências associadas às chuvas intensas e volumosas, às fortes rajadas de vento e o mar agitado e ressaca é moderado a alto.

Publicidade

Por isso, o Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina alerta para os cuidados necessários a fim de evitar acidentes:

No mar:
As condições do tempo são totalmente desfavoráveis para atividades de navegação, pesca ou prática de surf. Isso porque o mar deve apresentar ondas muito altas, há risco de ressaca e as rajadas de vento não favorecem nenhuma dessas práticas. Não se arrisque.

No trânsito:
Atenção redobrada por parte dos motoristas. O acúmulo de água na pista pode provocar a perda da direção e causar acidentes. Indica-se, também, o aumento da distância entre os veículos em caso de visibilidade comprometida. Em caso de óleo na pista, não freie bruscamente pois o líquido viscoso pode penetrar nos sulcos dos pneus gerando instabilidade para o veículo. Respeite os limites de velocidade e uso cinto de segurança.

Dicas de prevenção:

Acompanhe os boletins climáticos da sua região e busque informações em sites oficiais ou veículos de imprensa confiáveis. Verifique se há acúmulo de lixo ou sedimentos que podem obstruir o escoamento da água da chuva e se os ralos de drenagem da sua residência não estão entupidos.

Busque saber quais estradas e rodovias costumam ser afetadas por inundações em sua região para saber qual rota seguir em caso de necessidade. Estabeleça um plano de comunicação com seus familiares e conhecidos para troca de informações em caso de emergência.

Níveis de água elevados:

Desligue a energia elétrica (quadro de luz), o gás e também a rede de água. Se for possível e/ou indicado pela Defesa Civil do seu município, desocupe sua residência.

Se abrigue em local seguro e não transite por áreas alagadas. Em caso de movimentação de solo, como rachaduras ou quedas de muros, árvores caídas ou ameaçando cair, saia do local e acione o Corpo de Bombeiros Militar pelo 193 ou a Defesa Civil pelo 199 para avaliação de risco.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.