CBMSC relata dia-a-dia de buscas em Petrópolis

Foto: Soldado De Souza - CBMSC

O Corpo de Bombeiros Militar de Santa Catarina (CBMSC) está em Petrópolis desde o dia 19 de fevereiro apara ajudar na busca por vítimas da tragédia causada por chuvas na região.

Neste terceiro dia de trabalho o CBMSC relata que segue com parte da equipe na área Alfa 01, no Morro da Oficina, uma das áreas de mais difícil acesso que fica localizada na parte de baixo, ou seja, tudo que estava em cima do morro deslizou por cima deste local.

Segundo os militares há muita lama e escombros, o que deixa o trabalho mais difícil e delicado, já que a lama ainda está mole/líquida.

Publicidade

Confira o relatório na íntegra:

Ontem foi utilizado maquinário para extração e hoje o Capitão Alan informou que será utilizada uma técnica bastante usada aqui em Santa Catarina, chamada desmanche hidráulico, que utiliza a força da água pressurizada para remover a lama. Esta técnica foi aplicada em Brumadinho também.

Ficam na área Alfa 01 os binômios: sargento Romão e Bravo; cabo Canever e Léia; soldado Josclei e Iron, com suporte do capitão Alan.

Já os binômos cabo Fumagalli e Hunter; soldado Amorim e Moana; soldado Galli e Sasuke, com suporte dos soldados Giandro e De Souza seguem em outras áreas, em apoio a outras corporações.

Apontamento dos cães catarinenses de vítimas até o momento: duas vítimas já retiradas, cinco em extração (por conta do difícil acesso, já se confirmaram, mas as equipes ainda não conseguem retirar) e também foram encontradas partes de tecidos humanos. Houveram mais apontamentos de possíveis locais pelos cães, mas há a necessidade de retirada dos escombros para que se verifique a real situação.

Destacamos que esta operação é uma missão de solidariedade e estamos trabalhando para trazer alento aos familiares das vítimas. Muito mais do que números, nós estamos tratando de pessoas e de trazer conforto aos familiares e amigos atingidos.

Os militares do CBMSC estão embasando as buscas e as estratégias a partir de informações de locais em que familiares apontam que eram as casas deles e que há a possibilidade de vítimas soterradas.

Hoje é o terceiro dia de trabalho efetivo do CBMSC no local, quarto dia no RJ. Estamos no oitavo dia da tragédia.

Confira fotos dos trabalhos do CBMSC:

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.