Cacá Tavares pede que UBSs passem informações mais claras sobre medicamentos disponíveis

Cacá Tavares em pronunciamento na reunião desta terça-feira (21). Foto: Imprensa/Câmara Municipal

No uso da tribuna durante a sessão ordinária desta terça-feira, 21 de setembro, o vereador Cassiano Tavares, o Cacá (Podemos), repercutiu uma matéria jornalística veiculada no portal da Rádio Cidade sobre dificuldades de munícipes que buscam medicamentos na rede pública de saúde de Brusque.

“A gente sabe que a pandemia virou o mundo de cabeça pra baixo e virou também o mundo de todas as prefeituras, no quesito financeiro”, disse, ao ponderar que compreende a falta de matéria prima de empresas farmacêuticas, impactando o fornecimento. “Entendemos que boa parte dos recursos de saúde estavam e estão sendo usados para a pandemia” acrescentou. “Mas eu gostaria de chamar a atenção da Prefeitura e da Secretaria de Saúde […] de que poderia haver um pouco mais de clareza de como as coisas são informadas para a população”, contrapôs.

Cacá associou a matéria ao caso de duas munícipes que o relataram dificuldades sobre a disponibilização de alguns medicamentos de forma gratuita, fazendo com que o vereador entrasse em contato com a pasta responsável para obter informações: “Me explicaram que alguns medicamentos de que elas estão atrás não estão na lista da Prefeitura, mas elas poderiam entrar com um pedido para o estado dar esses remédios. Eu as orientei, elas foram até a Policlínica e foi resolvido”, disse. “Essa questão não foi informada para elas nos postinhos de saúde”, frisou.

Publicidadelm MATERIAIS DE CONSTRUÇÃO BRUSQUE

Para ele, no atendimento das Unidades Básicas de Saúde (UBS) dos bairros deveria haver maior clareza sobre como os usuários podem ter acesso a estes medicamentos. “Eu fico pensando em quantas pessoas passam por esse mesmo drama. Pessoas que saem de bairros distantes do Centro por falta de orientação nos postinhos e vem até a Policlínica. Ficam jogando pra um lado e pro outro”, criticou.

Por fim, o parlamentar citou que aguarda resposta do Poder Executivo a um pedido de informação apresentado por ele na sessão ordinária de 31 de agosto, no qual solicita um relatório com informações acerca de exames médicos fornecidos pelo município e sobre as filas de espera. “Quem tem um pouquinho de condição melhor, que pode pagar um plano de saúde, às vezes não consegue se colocar no lugar do próximo, que sofre com filas e com falta de remédios”, refletiu o vereador.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.

O Olhar do Vale é um jornal digital que traz notícias de Brusque, Guabiruba, Botuverá e  região do Vale do Itajaí.

Somos um portal de notícias dedicado aqueles que buscam informação de qualidade,  jornalismo com verdade.