Brusque perde o mais antigo e o mais querido barbeiro da cidade

Foto: Divulgação

Os comentários são unânimes: Sempre cortês e gentil. Odemar Santo Darossi, sempre deixou um pouco de perfume nas mãos das pessoas com a sua generosidade, com a sua alegria. É como diz aquela música em que a alegria parece ser coisa tão singela, porém é uma das artes mais belas. E é por isso que Brusque está triste.

A cidade perdeu na noite de ontem (10) o barbeiro mais antigo da cidade e o mais querido. Odemar Santo Darossi, de 84 anos, ou simplesmente “Seu Darossi” deixou esposa e um filho.

O barbeiro, mais antigo de Brusque, começou seu ofício em 1955, quando veio de São João Batista para Brusque. Começou de empregado na barbearia de Alfredo Modesti e não parou mais, depois teve sua barbearia na rua Adriano Schaeffer. Sempre conversador e carismático, cortou o cabelo deste jornalista várias vezes.

Publicidade

Em 2015, o batistense nascido em 1934, recebeu uma importante honraria: o de cidadão honorário de Brusque, homenagem prestada pela Câmara Municipal de Brusque a pessoas que não nasceram em Brusque, mas que foram importantíssimas para a cidade.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.