Brusque decreta situação de emergência em saúde devido a casos de dengue

Cidade acumula 784 casos de dengue confirmados neste ano de 2022


O Prefeito Ari Vequi assinou, na tarde desta terça-feira (12), o decreto nº 9.168, que declara situação de emergência em saúde pública em todo o território municipal, face à infestação pelo mosquito Aedes aegypti, transmissor de doenças como a dengue, febre chikungunya e zika. Com o decreto, o combate e efetivação das ações de enfrentamento se tornam mais intensas e ágeis.

A cidade registra aumento significativo de casos de dengue nos últimos 20 dias, chegando a 784. Conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS), a partir de 300 casos a cada grupo populacional de 100 mil habitantes, é considerado estado de emergência na localidade.

Ao assinar o decreto, o Prefeito Ari Vequi destacou que a medida objetiva facilitar o trabalho da Secretaria da Saúde, para que possa atuar cada vez mais forte no combate à dengue. “Por isso, dentro da autonomia da secretaria, poderemos avançar ainda mais contra essa epidemia em nossa cidade”.

Publicidade

Já o secretário de Saúde, Osvaldo Quirino de Souza, enumerou algumas medidas de enfrentamento que passam a estar cobertas com a vigência do decreto de emergência em saúde pública. “Podemos contratar pessoas em regime de emergência, se eventualmente surgir a necessidade de contratação de pessoal, e podemos adquirir insumos para o combate ao mosquito, também em caráter emergencial, pois muitas vezes se seguirmos o trâmite do serviço público, teríamos uma demora para aquisição desses insumos”.

Além disso, acrescenta o secretário, ficam favorecidos mutirões e também o acesso do agente público às residências e estabelecimentos comerciais das pessoas que não permitirem a entrada dos profissionais de saúde em suas propriedades. “Ou seja, a pessoa que se recusar, e houver uma forte suspeita de que existam focos naquele local em que ela estiver recusando a entrada do agente público, este servidor poderá solicitar o apoio da polícia militar, para acessar o interior do imóvel e efetuar a ação de fiscalização, e tratamento daquele foco”.

Cabe ressaltar que, pelo decreto nº 9.168, o estado de emergência em saúde pública em Brusque tem vigência de 180 dias. “Esperamos que, com essas ações emergenciais, mais agudas e intensas, possamos dar um combate efetivo à dengue em nosso município”, finalizou Osvaldo Quirino de Souza.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.

O Olhar do Vale é um jornal digital que traz notícias de Brusque, Guabiruba, Botuverá e  região do Vale do Itajaí.

Somos um portal de notícias dedicado aqueles que buscam informação de qualidade,  jornalismo com verdade.