Unifebe Vargas Câmara

Profissionais de saúde visitam Brusque para conhecer como é realizado o Teste da Linguinha

Nesta quinta-feira (5) dois profissionais do Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) de Jaraguá do Sul vieram até Brusque para conhecer como é realizado o Teste da Linguinha e o atendimento nos bebês recém-nascidos. Quem os recebeu e compartilhou conhecimento foi a odontopediatra Rosana Gama, do CEO de Brusque.

Com o objetivo de identificar quais profissionais do CEO de Santa Catarina fazem o tratamento de Anquiloglossia, também conhecido como língua presa, a Secretaria do Estado da Saúde realizou uma pesquisa devido à necessidade do atendimento em municípios catarinenses e criaram um grupo de estudos para discutir a implantação, em outros municípios do serviço em conformidade com a lei federal 13.002 de 20/06/2014.

A odontopediatra e doutora Cintia Silveira Gargione destaca que várias prefeituras estão se reunindo para conhecer o trabalho que é feito em Brusque. “A cidade já é referência no Estado no diagnóstico da Anquiloglossia nos bebês e viemos conhecer paraa implantar no nosso município de Jaraguá do Sul. A intenção é obter conhecimento para promover saúde para a família e dialogar com as mamães sobre a importância de fazer o teste da linguinha e a questão da amamentação. É um trabalho de educação e saúde”.

O que é o teste da linguinha?
Após o parto, as mamães são orientadas nos hospitais a agendar a primeira consulta Odontológica ao Neonato, serviço oferecido pelo SUS no Centro de Especialidades Odontológicas (CEO), no segundo andar do Centro de Serviços em Saúde de Brusque.

Até o 28º dia após o nascimento, os pais devem levar seus bebês para consultar com especialista em Odontopediatria para diagnosticar se há condições que interferem na boa conduta do aleitamento. Além disso, recebem orientações sobre cuidados da boca e as mamães são incentivadas ao aleitamento materno.

Existem algumas alterações que impedem a amamentação e por isso, o teste da linguinha foi introduzido no Atendimento ao Neonato, onde é avaliado o frênulo lingual. Todos os bebês que nascem em território nacional tem o direito de fazer o teste pois está diretamente relacionado com a condição do sugar do bebê, e uma vez que não diagnosticado a tempo, pode levar ao desmame precoce, uma condição que a equipe do CEO está buscando amenizar cada vez mais.

Após a avaliação, a família recebe o incentivo a amamentação até dois anos de idade, buscando aumentar o tempo de aleitamento materno. Com isso se reduz a condição de desnutrição que podem ocorrer pelas dificuldades de manter o aleitamento até 6 meses e a prática de introduzir alimentos calóricos favorecendo o quadro de obesidade infantil, melhorando a qualidade de vida das crianças.

Outra questão está relacionada ao desenvolvimento das crianças que não mamam e podem desenvolver desordens da boca e de todo sistema da face, levando à respiração bucal inadequada e consequentemente inflamações de amigdalites e adenoides com frequência.

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.