Unifebe Vargas Câmara

Sintimmmeb Saúde disponibiliza consulta e exame gratuitos para beneficiários em campanha do Novembro Azul

Durante o mês de novembro, o plano de saúde dos Trabalhadores Metalúrgicos de Brusque, a Sintimmmeb Saúde, disponibilizará gratuitamente (sem cobrança de coparticipação) consulta com urologistas da rede credenciada e o PSA (antígeno prostático específico), exame de sangue utilizado para rastreamento do câncer de próstata. A ação faz parte do Novembro Azul, promovida pelo plano no mês de prevenção e conscientização contra o câncer de próstata.

Segundo o Inca (Instituto Nacional do Câncer), em média cerca de 60 mil novos casos são diagnosticados todo ano no país e é o segundo tipo de câncer que mais acomete os homens. A Sociedade Brasileira de Urologia recomenda aos homens procurarem o urologista para este tipo de rastreamento a partir dos 45 anos ou a partir dos 40 anos em caso de histórico de câncer na família.

“Nos últimos anos temos batido muito nessa tecla da prevenção. Para buscar um diagnóstico precoce da doença onde a gente aumenta muito as chances de cura, seja com cirurgia ou com tratamento. Mas desde que identificada a doença numa fase precoce, inicial onde a doença esteja localizada dentro da própria próstata”, explicou o Dr. Rudimar Fernando dos Reis (CRM 7295/SC), médico urologista da rede credenciada da Sintimmmeb Saúde.

Exame de sangue ou toque retal?

De acordo com o Dr. Giovani Favretto (CRM 15.897), médico urologista da rede credenciada da Sintimmmeb Saúde, os homens não precisam ter medo dos exames, especialmente do exame de toque retal e salienta que, além de não causar dano algum ao paciente, é muito eficaz no diagnóstico.

“Existe muito preconceito ainda na nossa sociedade. O exame toque retal não é substituído por nenhum outro exame hoje em dia, nem pelo PSA, nem pelo ultrassom. É um exame inócuo (que não causa dano físico), não vai tirar a masculinidade do paciente. Não tem nada disso, é um exame simples, rápido, faz no consultório e o médico tira muitas conclusões sobre a próstata e se consegue fazer uma análise muito mais precisa”, afirma o Dr. Favretto.

Alguns dos fatores de risco, de acordo com o doutor Favretto, são: primeiramente, ser do sexo masculino; hereditariedade, ou seja, algum familiar com diagnóstico de câncer de próstata; idade, homens acima dos 50 anos tem mais chances de desenvolver a doença; o fumo e inflamação da próstata, entre outros.

“Assim como fizemos na campanha do Outubro Rosa, com as mulheres, no Novembro Azul também pretendemos estimular os nossos beneficiários a se prevenirem. E esse estímulo não é só o financeiro, mas também com informação, conscientização. Buscamos parcerias com os profissionais da nossa rede credenciada para palestrarem sobre o tema em algumas empresas da nossa categoria para desmistificar o assunto e cumprir com o objetivo principal do plano: proporcionar qualidade de vida e melhorar a saúde das pessoas”, frisou o presidente da Sintimmmeb Saúde, Eduardo de Souza.

Mais informações sobre a campanha do Novembro Azul da Sintimmmeb Saúde podem ser obtidas pelo sitewww.sintimmmebsaude.com.br ou pelo telefone (47) 3251-5900.

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.