Unifebe Vargas Neni TEVAH

Guabiruba tem quatro profissionais do Programa Mais Médicos

Após a saída da médica cubana Yalin Gonzales Lopez, que trabalhou por três anos em Guabiruba, o município recebeu sua substituta Katia Vazquez Cala, de 30 anos. Ela foi apresentada ao prefeito Matias Kohler e vice Valmir Zirke na quarta-feira, 5, pela secretária de Saúde Patricia Heiderscheid e pela coordenadora da Atenção Básica Ana Luiza Erthal Scharf. A nova profissional trabalhará na Unidade Básica de Saúde (UBS) do Imigrantes.
Kátia conheceu a estrutura municipal de saúde nesta semana e disse que gostou da cidade. “É muito charmosa. E muito fria”, brincou. Pela primeira vez no Brasil, Kátia atuou por três anos na Venezuela e contou que está feliz por exercer sua profissão em Guabiruba.
O prefeito desejou boas-vindas e frisou a importância do programa Mais Médicos para municípios como Guabiruba que têm dificuldades na contratação de profissionais para a atenção básica. “Temos certeza de que gostará da nossa cidade. As médicas que passaram por aqui fizeram amizades, conquistaram os pacientes e despediram-se emocionadas quando o contrato foi concluído”.
Com a chegada de Katia, de Guantánamo, o município volta a ter quatro profissionais estrangeiros do Programa Mais Médicos: Nerelyz Yisel Veliz Ramos (UBS Aymoré), Damariz Rodrigues Padron (UBS Lageado Baixo) e Yusleidys Aries Gonzáles (UBS Guabiruba Sul).
O Programa Mais Médicos foi iniciado em 2013 pelo Governo Federal com o principal objetivo de levar mais médicos para regiões onde havia escassez ou ausência desses profissionais. Guabiruba começou ser beneficiada em 2014

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.