Unifebe Vargas TEVAH

É hora do ‘pic’: campanha de vacinação começa em Guabiruba

Munícipes terão até dia 22 de maio para ficar em dia com a carteirinha de vacinação;

VACINAÇÃO (800x533)

Foto: divulgação –

Guabiruba – A Campanha de Vacinação contra a Influenza (gripe) iniciada na segunda-feira, 27 de abril, em Guabiruba, segue até o dia 22 de maio em todas as Unidades Básicas de Saúde. O objetivo da campanha é reduzir as complicações, as internações e a mortalidade decorrentes das infecções pelo vírus da influenza na população alvo para a vacinação. A meta da Secretaria de Saúde de Guabiruba é imunizar 80% dos cidadãos que integram os grupos de risco. O tradicional Dia D será no sábado de 9 de maio, na Policlínica, das 8h às 17h.

A Vigilância Epidemiológica de Guabiruba reforça que devem se vacinar crianças entre seis meses e menos de cinco anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias), gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas com 60 anos ou mais, profissionais da saúde, indígenas, pessoas com doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional.

A responsável pela Vigilância em Guabiruba, Ana Lucia Tolentino, explica que a vacina protege contra três tipos de vírus influenza: A (H1N1), A (H3N2) e B. “A vacina não é recomendada para pessoas com alergia ao ovo e voltada aos grupos de risco”, pontua Ana Lúcia. Ela reforça que cada cidadão deve procurar a sua unidade de saúde com um documento e a carteira de vacinação. “Se a pessoa não estiver no grupo prioritário, precisa entregar uma declaração médica solicitando a vacina”, orienta.

A Diretoria de Vigilância Epidemiológica estadual confirmou três casos de Influenza no Estado, dois pelo vírus A(H3N2) (Araranguá e Jaraguá do Sul) e um pelo vírus B (Florianópolis). Em 2014, Santa Catarina registrou 174 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) por Influenza, dos quais 13 evoluíram para óbito. Em relação a 2013, houve uma queda de 65% nos casos e óbitos – já que, em 2013, foram 492 casos, com 42 mortes.

 Categorias de risco clínico com indicação para vacina contra influenza:

 Doença respiratória crônica;

Doença cardíaca crônica;

Doença renal crônica;

Doença hepática crônica;

Doença neurológica crônica;

Diabetes;

Pacientes imunodeprimidos;

Obesos grau III;

Transplantados;

Portadores de trissomias: Síndrome de Down, Síndrome de Klinefelter, Sídrome de Wakany, dentre outras.

 Como evitar a gripe?

 Lave e higienize as mãos com frequência, principalmente antes de consumir qualquer alimento;

Ao tossir ou espirrar, proteja o rosto com um lenço ou o antebraço;

Evite tocar mucosas de olhos, nariz e boca;

Higienize as mãos após tossir ou espirrar;

Não compartilhe objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;

Mantenha os ambientes bem ventilados;

Evite contato próximo a pessoas que apresentem sintomas de gripe.

 Se você tiver sintomas de gripe, deve:

Procurar imediatamente um serviço de saúde a fim de buscar tratamento adequado;

Após o início do tratamento, deve-se evitar sair de casa no período de transmissão da doença (até sete dias após o início dos sintomas);

Evitar aglomerações e ambientes fechados, procurando manter os ambientes ventilados;

Adotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos.

 

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.