Unifebe Brusque Vargas Têxtil

De greve, funcionários do Hospital Evangélico fazem protesto na rua e na Câmara

A greve, definida em assembleia geral durante a última sexta-feira, 18, não tem data para terminar;

Foto: divulgação -

Foto: divulgação –

Brusque – Cerca de 90% dos trabalhadores do Hospital e Maternidade Aliança, o Hospital Evangélico, de Brusque, paralisaram suas atividades durante esta terça-feira, 21 de março. A informação é do Sindicato dos Empregados em Estabelecimentos de Serviços de Saúde de Blumenau, que também assessora os profissionais de Brusque.

Munidos de faixas e cartazes, os servidores da instituição realizaram um manifesto defronte a instituição de saúde, exigindo o pagamento de seus direitos trabalhistas, como, por exemplo, décimo terceiro e rescisões. Algo que chega em torno de R$ 30 milhões em obrigações, por parte da casa de saúde.

A greve, definida em assembleia geral durante a última sexta-feira, 18, não tem data para terminar.

Legislativo

Os protestos não se resumiram apenas a presença de servidores nas ruas do entorno do hospital. Na sessão legislativa da Câmara de Vereadores desta terça-feira, vários funcionários prejudicados também se fizeram presente, novamente com faixas e cartazes, fazendo pressão nos vereadores para que os mesmos endossem sua causa.

Foto: divulgação

Foto: divulgação

por Wilson Schmidt Junior

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.