Unifebe Vargas Neni TEVAH

De 143 Kg a 79 Kg: como um sedentário de Botuverá virou maratonista

"O que me levou a fazer foi o fato de viver ou morrer", disse entrevistado;

IMG_5654

Foto: divulgação –

Infeliz, com muitos problemas de saúde e impedido de fazer várias atividades. Assim era a vida do Gerente de compras Romulo Knoblauch, de 32 anos, até o dia 23 de setembro de 2014.  Esta data foi um verdadeiro divisor de águas na vida dele.  Mas por que Romulo estava deste jeito e o que aconteceu para a felicidade voltar a sua vida?

Antes da cirurgia, Romulo pesava 143 kg

Naquela época Romulo não estava satisfeito com o seu peso, que era de 143 kg, principal responsável por todo esse sentimento de tristeza e limitador que estava passando. Foi naquele ano em que ele tomou uma decisão: fazer a cirurgia bariátrica.  Ele explica que o que o motivou a chegar a este ponto. “O que me levou a fazer foi o fato de viver ou morrer, foi onde procurei um endocrinologista para começar a fazer os exames para ver a minha real situação que eu me encontrava e conversando com meu médico ele me disse: ou você emagrece ou seu prazo de vida é curto, foi onde decidi fazer a cirurgia bariátrica”, conta.  A opção pela cirurgia também se deu por ele não conseguir perder peso da maneira convencional com exercícios físicos e pelo estado de saúde se agravando rapidamente como elevado índice de diabetes, por exemplo.

A cirurgia ocorreu na cidade de Curitiba e de lá pra cá ocorreu várias mudanças na sua vida. Ele eliminou 64 kg, passando da obesidade para um peso de 79kg.  Mas antes de contar como está sua vida neste momento, ele explica que nos últimos dois anos ele mudou todos seus hábitos alimentares: ” aprendi a comer alimentos saudáveis e comecei a dar mais valor aos alimentos.  No começo tive acompanhamento de uma nutricionista e de um personal trainer para me  auxiliar na minha recuperação”, revela.

Após a cirurgia, ele conta que até sentiu um arrependimento, mas ele não optou por simplesmente emagrecer, ele optou por uma mudança geral na sua vida, de sedentário a maratonista. Isso mesmo, ele virou um atleta. ” Vou ser bem sincero com você, quando voltei para o quarto do  centro cirúrgico parei e falei para minha esposa, o que eu fui fazer, estava bem quando entre aqui e agora estou aqui com esse corte na barriga, passando um dia  comecei e me dar conta que o que eu escolhi para mim mudar minha vida foi a escolha certa e hoje tem hora que paro e penso porque não fiz a cirurgia  antes de tão bem que me sinto”, analisa.

E como foi essa mudança em especial. De uma vida regada a torresmo e sedentarismo para a vida de um esportista? Romulo pratica corrida diariamente.  “Pratico  corrida todos os dias e nos finais de semana participo de provas de  corridas de rua  , chego a correr  de 10 a 21 km e antes não fazia nada, era uma pessoa sedentária. A corrida é um exercício que mexe com todo o corpo, eu já participei de várias corridas na região (Meia maratona Caixa de Itajaí, Meia maratona Caixa de Brusque, Meia maratona Caixa de Balneário Camboriú, Meia maratona Caixa de São Jose, Maratona Beto Carrero) e muitas  outras”.

Romulo até chegou a se imaginar correndo, mas não que teria sucesso como atleta. Ele já chegou a ganhar algumas premiações. ”  Eu até imaginava, mas nunca passava na minha cabeça que eu iria ter um sucesso tão grande pois uma pessoa obesa e pelo peso que eu tinha não tinha condições de correr essa distância que eu corro hoje”.

No pódio: De uma vida sedentária a ganhador de vários prêmios como atleta

No pódio: De uma vida sedentária a ganhador de vários prêmios como atleta

Lembra que falamos como ele se sentia lá em 2014?  Sabe como ele se sente hoje? Romulo mesmo que vai contar. “Hoje eu me sinto uma pessoa feliz, com uma auto estima muito grande e com uma disposição de jamais desistir dos meus sonhos. A mensagem que deixo para as pessoas que querem mudar de vida é de nunca desistir pois se você tem um sonho corra a trás. E no final dessa minha matéria queria deixar aqui alguns agradecimentos para as pessoas que me ajudarão nessa minha caminhada para ter esse sucesso, a toda minha família (pai, mãe e irmãos), esposa e para a  equipe que abriu as portas para eu começar a treinar as técnicas de corrida, a SPF RUNNING de Jaraguá do Sul, treinada pela atleta da elite brasileira  Simone Ponte Ferraz. Meu muito obrigado”, finaliza.

por Anderson Vieira

Publicado por Olhar do Vale

De 143 Kg a 79 Kg: como um sedentário de Botuverá virou maratonista
4.83 (96.67%) 18 votes

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.