Unifebe Vargas TEVAH

Com a chegada do calor aumenta os acidentes com animais peçonhentos

Para evitar a proliferação é preciso eliminar a formação de ambientes favoráveis.

Brusque – Com a chegada do verão, com o aumento das temperaturas, cresce também a proliferação de animais peçonhentos. Alguns são altamente venenosos e podem levar a morte ou gerar graves consequências. Aqui na região o maior índice de acidentes acontece com aranhas, escorpiões e cobras. Estes animais são facilmente encontrados em meio a entulhos, grama, palha, e lenhas.

Para evitar o surgimento é preciso eliminar a formação de ambientes favoráveis. Para isso, é necessário limpar também os terrenos próximos as residências, isso vai eliminar o surgimento de ratos, entre outras presas que acabam atraindo as cobras. E para se manter longe das picadas de aranhas é preciso atenção, antes de usar lençóis, calçados, toalhas e roupas, verifique se estão livres desses animais.

A Vigilância Epidemiológica emitiu em nota algumas recomendações em caso de acidentes. O paciente deve ser encaminhado imediatamente para o serviço de saúde mais próximo, e deve fazer o mínimo de movimentos possíveis, evitando assim a absorção do veneno. Caso a picada seja nos braços e nas pernas, o paciente deve manter os membros elevados.

Se for possível levar o animal junto, isso ajudará na identificação do tratamento, tornando o atendimento mais rápido e objetivo. Mas o animal somente deve ser recolhido se houver segurança para quem for capturá-lo. Qualquer dúvida pode ser esclarecida com equipe da Vigilância Epidemiológica pelo telefone (47) 3110 1010 ou telefone do plantão: (47) 8873 1969.

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.