Unifebe Vargas PREFEITURA TEVAH

Secretaria de Saúde e Hospital Azambuja assinam termo de adesão ao Programa Rede Cegonha

 

IMG_3197

Brusque aderiu nesta segunda-feira (14) à Rede Cegonha, ampliando o horário de atendimento hospitalar à comunidade e garantindo novos leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI). Com a novidade, também será possível priorizar o atendimento de grávidas que tiverem algum problema durante a gestação e aumentar o número de ressonâncias magnéticas através do SUS.
O termo de adesão ao programa do Governo Federal foi assinado pela manhã em solenidade realizada nas dependências do Hospital de Azambuja. Ao todo, o valor repassado pela Secretaria de Saúde para o hospital será de mais R$ 530 mil, destes R$ 211.080,96 são para adesão da Rede Cegonha e R$ 322.500,00 para a ampliação das ressonâncias.
A secretária de Saúde, Ana Baron Ludvig, destaca que a adesão à Rede também é mais um importante passo para a implantação da UTI Neonatal na cidade. “Com a adesão à Rede será possível a captação de recursos federais para a instalação e manutenção do espaço”, diz. “Todo esse processo que vem acontecendo entre Secretaria de Saúde e hospital tem um significado importante. Estamos utilizando esse momento para reafirmar à população que os passos dados são para avançar e melhorar o atendimento do SUS”, complementa.
Com o novo acordo para ampliação do número de ressonâncias magnéticas, o hospital poderá realizar até 100 exames mensais através da Rede Pública de Saúde e, com isso, ampliar o número de exames que fazem parte do programa de Mutirão da Saúde, no qual são atendidos pacientes de cardiologia, ortopedia e oftalmologia.

 

Mudanças no atendimento
O prefeito de Brusque, Paulo Eccel, destacou ainda importância deste ato para a comunidade. “O fato é muito importante, pois significa a solidificação da parceria. A cidade vai ganhar com esse processo e as mães e famílias terão mais segurança na hora de serem atendidas”, garante.

Para o diretor do hospital, Padre Nélio Schwanke, as duas ações que beneficiam a toda comunidade darão mais tranquilidade ao atendimento. “Será mais um serviço que poderemos disponibilizar”, lembra. Agora, cabe ao hospital elaborar um projeto para ampliação da UTI e construção dos novos leitos.

Na terça-feira (15), segundo administrador hospitalar, Fabiano Amorim, um engenheiro estará no hospital para fazer uma avaliação do espaço. Em seguida serão encaminhados os processos burocráticos para a liberação de recursos. Ainda segundo Amorim, por meio da Rede Cegonha deverão ser construídos mais três leitos para a UTI adulta e dez para a UTI Neonatal.

 

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.