Unifebe Vargas

“Voto aberto nessa altura do campeonato é golpe”, afirma Eccel

Para ex-prefeito, é uma atitude fora da lei tentar mudar a Lei Orgânica do Município tão em cima da hora;

PAULO

Foto: divulgação –

Brusque – O prefeito cassado de Brusque, Paulo Roberto Eccel (PT), declarou ser totalmente contra as a abertura de votos das eleições indiretas do próximo dia 30 de abril. O pronunciamento ocorreu durante entrevista coletiva realizada na sede do Partido dos Trabalhadores (PT) na manhã desta quinta-feira (16). Na ocasião ele prestou contas para o seu ex-colegiado e correligionários, acerca das obras e ações à frente do Poder Executivo municipal.

Além de demonstrar-se contrário à ideia, Eccel classificou a possibilidade como fora da lei. “Voto aberto nessa altura do campeonato é golpe”, afirmou. O político ainda relacionou o Projeto de Emenda a Lei Orgânica do Município (Pelom) ao seu caso de cassação. Para ele, é mais uma tentativa de, em suas palavras, “Mudar as regras do jogo com ele em andamento”.

Durante o evento na sede do PT em Brusque, situada na Avenida Primeiro de Maio, a reportagem de Olhar do Vale (ODV) também conversou com o vereador Valmir Ludvig. De acordo com ele, ainda não existe um posicionamento oficial sobre a matéria de emenda, apesar de ele concordar com o posicionamento de Eccel. Uma reunião após a coletiva de imprensa iria sacramentar se a bancada petista irá votar favorável ou não ao Pelom que pode tornar aberto os votos das eleições indiretas.

por Wilson Schmidt Junior

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.