Unifebe Brusque Vargas Têxtil

Vereador Valmir Ludwig (PT) questiona a forma de condução do uso da tribuna para explicações pessoais

O final da sessão desta terça (13) foi marcado por discussões sobre o uso correto do regimento interno.

Foto: arquivo

Foto: arquivo

Segundo o vereador Valmir Coelho Ludwig (PT) o uso da tribuna para a realização de explicações pessoais, já oferece uma “certa” liberdade para os vereadores falarem sobre o que quiserem. Porém ele acredita que o problema pior não é esse

Para se inscrever para a explicação pessoal é até o final da ordem do dia, ou do inicio da explicação, “Quando se dá o inicio não se pode mais pedir explicação, e o que acontece é que a mesa está recebendo as inscrições, e isso está contra o regimento da casa, e eu entendo também que tem que haver um pouco de bom senso” declara Valmir.

O presidente da casa Jean Pirola (PP) respondeu sobre o caso, e falou que não sabe se é falta de interpretação ou entendimento da lei. O artigo 55 no terceiro paragrafo diz que se algum vereador for ofendido, terá o mesmo tempo para se defender “Se a tribuna já está dizendo que é livre, o vereador pode fazer uso sim, em momento algum, os vereadores foram ofendidos hoje nesta casa, então não caberia um pedido de retratação neste momento” explica Pirola

Quanto às formas que o uso das explicações pessoais está sendo conduzido, Pirola acredita que a câmara está cumprindo o que diz o regimento “Estamos agindo de forma correta, tanto que os temas abordados foram temas abordados na casa, na sessão de hoje”, afirma.

Por: Fernanda de Freitas

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.