Unifebe Vargas Neni TEVAH

Tuta defende reivindicações do Sinseb pelo reajuste dos servidores públicos

"Na minha concepção, o parcelamento proposto, considerando somente a inflação, foi um pouco infeliz", disse o parlamentar na tribuna do parlamento;

Foto: divulgação -

Foto: divulgação –

Brusque – O vereador Claudemir Duarte, o Tuta (PT), usou a tribuna da Câmara durante a sessão desta terça-feira, 4, para se solidarizar com o Sinseb – o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Brusque e Região, no que tange às reivindicações pelo reajuste salarial dos funcionários do Poder Executivo.

“Na minha concepção, o parcelamento proposto, considerando somente a inflação, foi um pouco infeliz”, disse o parlamentar. “Posso dizer que participei de um governo que nunca disse aos servidores que daria 0% de aumento”, frisou, referindo-se à gestão de Paulo Eccel (PT). “Que o Executivo procure se organizar para o próximo ano, para quando chegar a hora de conversar com essas pessoas, que vêm reivindicar o seu direito”, acrescentou. “Esse dinheiro do aumento dos servidores vai ficar na nossa cidade, automaticamente retorna para a prefeitura também”, observou Tuta. “Muito se fala na mídia que a folha da Prefeitura foi comprometida, muitos parlamentares e até pessoas do alto escalão de governo falam isso, mas ela está comprometida com a mão de obra que prestará seus serviços à nossa comunidade”, avaliou. “O problema é que os servidores estão sendo bem remunerados? Quer dizer que irão prestar um bom trabalho”, concluiu o legislador.

Em aparte, Paulinho Sestrem (PRP) concordou com as declarações de Tuta a respeito da gestão municipal petista. “Também participei desse governo, que realmente tratou o servidor público com respeito”, afirmou Sestrem. “Circulava logo depois da eleição que o governo eleito iria trabalhar praticamente com 70 comissionados até abril ou maio, para botar a casa em ordem. Não sei o que aconteceu, mas se perderam, pois hoje já tem mais de 150. Nada contra, mas tem que haver um replanejamento para que não se venha nos próximos anos com essa proposta absurda e vergonhosa”, salientou.

Outro assunto abordado por Tuta foi a notícia da exoneração do ex-procurador geral da Prefeitura, Mário Mesquita, cujos fatos associam o nome da cidade à corrupção. “Peço que o governo traga essa explicação, porque não só a população está apreensiva para saber o que houve, como também nós, entes políticos”, disse o vereador, que chegou a sugerir a formação de CPI na Câmara para investigar os supostos acontecimentos.

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.