Unifebe Brusque Vargas Têxtil

Rebelou-se: Zancanaro critica Prudêncio em sessão da Câmara

Segundo o pessedista, o prefeito interino teria recusado uma indicação sua para a Secretaria de Educação, por considerar a pessoa da sugestão velha demais;

web_74d1e3f42dd8c445fcd34a003939ebe5 (800x533)

Foto: Câmara de Brusque –

Brusque – A sessão da Câmara de Vereadores realizada na noite desta terça-feira (12) reservou alguns momentos bastante incomuns. Um deles foi o pronunciamento de José Zancanaro (PSD), durante o seu pronunciamento na tribuna. Entre os assuntos abordados por ele, um deles foi uma crítica ao prefeito interino de Brusque, Roberto Pedro Prudêncio Neto, que é seu correligionário, diga-se de passagem.

O teor do descontentamento, segundo Zanca, consiste no fato de que ao início do governo de Prudencinho, ele teria indicado um professor com vários anos de experiência para ocupar o cargo de Secretário de Educação, que permaneceu vago até a última semana. O pessedista não revelou quem seria tal educador, porém, revelou que Neto, apesar de considerar o nome perfeito para a pasta, não o nomearia por ser velho. “Acho que ele foi bastante infeliz nessa colocação que acabou me atingindo também. Porque eu não sou novo. Tenho Mais de 50 anos de serviços prestados a educação”, bradou o político.

A plateia que acompanha e entende, mesmo que minimamente, o cenário político brusquense, olhou com estranheza a atitude de Zancanaro, que chegou até mesmo a ser cogitado para assumir o mais alto cargo da Educação Municipal.

Para o líder do Partido Social Democrático (PSD) na Câmara, Ivan Martins, as declarações do seu colega de bancada não descrevem uma possível rebelião dentro da legenda partidária. Apesar disso, disse que se o fato realmente proceder, é passível de reprovação a atitude do prefeito interino. “As pessoas idosas não estão sendo valorizadas como deveriam e se isso realmente aconteceu, é condenável. Eu não concordo com isso. As pessoas com mais de 60 anos, que é o meu caso, são experientes e podem contribuir, sim, com a administração pública. A alternância do poder é importante, mas sem deixar de lado a experiência”, finalizou.

por Wilson Schmidt Junior

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.