Unifebe Vargas

Obras da Beira Rio geram discussão entre líderes partidários

Construção de barragem em Botuverá também virou assunto durante uso da palavra dos líderes partidários;

IMG_4093

Foto: Wilson Schmidt Junior –

Brusque – Alessandro Simas (PR), no uso da palavra destinada aos líderes partidários, destacou na sessão da Câmara de Vereadores realizada na noite desta terça-feira (24) a realização de Audiência Pública no município de Botuverá, sobre a construção da barragem, obra que será viabilizada pelo Governo do Estado de Santa Catarina. “Acho que nossa sociedade deve se fazer representada para ouvir e debater ideias. Digo isso, pois, devemos agradecer encarecidamente os recursos da Defesa Civil para a execução desta obra que se compara, em termos de magnitude, à construção da Beira Rio”, afirma. A audiência ocorre nesta quarta (25), na Câmara de Botuverá.

Guilherme Marchewsky (PMDB), durante seus três minutos, reiterou as palavras do colega republicano. Pediu, inclusive, a ida de mais vereadores brusquenses até a audiência realizada na cidade 24 quilômetros distante de Brusque. Marchewsky, como não podia ser diferente, comentou sobre o aniversário de 49 anos de seu partido, antes chamado apenas de MDB, ainda durante o Regime Militar. “Temos que lutar por um PMDB independente, democrático. Aquele que foi para as ruas, para as diretas. E é assim que o partido está se mostrando em nível nacional”, disse.

Marli Leandro, líder dos petistas no Legislativo, ressaltou sobre a importância do projeto que irá reajustar o salário dos servidores públicos (número 20/2015), que foi aprovado na Ordem do Dia da sessão desta terça. A matéria concede a revisão geral anual e aumento real aos vencimento do funcionalismo público municipal. “Isso foi fruto de uma negociação coletiva, feita através da data base. Por isso é importante aprovarmos esta matéria”, finalizou.

O líder do PPS, André Rezini, aproveitou de seu três minutos na tribuna reforçar um pedido feito por meio de indicação, destinado ao executivo. Ele elogiou a inauguração da quadra da Praça Ida Husse, no Bairro Limeira, porém, pediu a instalação de uma rede para que a bola não saia da quadra, evitando incidentes.

O líder da maioria, vereador Valmir Ludvig (PT), usou o seu tempo para solicitar aos seus colegas para atentarem no papel de legislador, evitando vícios de iniciativa, ou seja, criarem projetos de lei que sejam incumbência do Poder Executivo.

O também petista e líder do governo Felipe Belotto dos Santos tratou sobre investimentos que foram e estão sendo feitos na Beira Rio, como obras de enrocamento, iluminação e pavimentação. Sobre o prolongamento, disse que a Prefeitura está executando o serviço.  “Aproximadamente 800 metros já foram feitos”, disse. Citou também obras de pavimentação e drenagem em várias estradas do município. “Faço sempre questão de mostrar as obras do Orçamento Participativo para mostrar o quão eficaz é o projeto”.

E a discussão já começou durante aparte do presidente da casa, Roberto Prudêncio (PSD). Segundo ele, desde o início de seu primeiro mandato no legislativo, o assunto Beira Rio nunca deixou de ser pauta pelos buracos, pelos maus tratos e pelo abandono da importante via brusquense. Na volta à palavra, Belotto convidou Prudêncio a visitar a Beira Rio, a fim de que veja os avanços que já foram executados na estrada.

O pepista Jean Pirola (PP) ironizou Belotto, dizendo que estava quase ficando contente com o pronunciamento do líder do governo. “Já estava pensando que o senhor iria dizer onde está o dinheiro do Refis, que disseram que iria ser utilizado no prolongamento da Beira Rio, mas essa pergunta ainda não foi respondida”, questionou. Belotto desviou, dizendo que todos os pedidos de informação foram respondido, inclusive os do próprio Pirola.

por Wilson Schmidt Junior

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.