Unifebe Vargas Neni TEVAH

Negociatas: prefeito de Guabiruba dá espaço a PT no secretariado, em troca de governabilidade

Dois secretários da antiga gestão foram substituídos após negociações de bastidores;

Foto: divulgação -

Foto: divulgação –

Guabiruba – O ano de 2017 começou com mudanças bastante sensíveis no secretariado do prefeito reeleito de Guabiruba, Matias Kohler, do Partido Progressista (PP). A troca de nomes de seu colegiado ocorreu, basicamente, por duas questões: a primeira e menos polêmica, se dá por conta de compromissos pessoais dos antigos chefes de pastas. A segunda, que tem causado furor e uma pequena insatisfação nos substituídos: a busca por governabilidade, dando mais espaço ao aliado Partido dos Trabalhadores (PT), integrante da base governista também nos primeiros quatro anos da era Kohler e Zirke.

Edna Beatriz Censi, ex-secretária de Administração e Finanças, aceitou cargo na administração municipal brusquense e abriu mão de sua vaga no poder público de Guabiruba. Em seu lugar, vem Aline Zen, que até então era controladora interna do Paço Municipal. Já Diego Fagundes, ex-secretário de Planejamento, abdicou do seu cargo por conta de compromissos profissionais. Willian Schlindwein, engenheiro de formação, é o substituto.

Por outro lado, a negociação com o PT, baseada na composição da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores, rendeu duas outras substituições. Na Secretaria de Esportes, Lazer e Assuntos para a Juventude, sai Luiz Schlindwein Filho, o Kareca, para a entrada da ex-jogadora de basquete e ex-diretora da própria pasta, Márcia Watanabe. Já na Cultura, sai Gilmar Celva para a assunção de Jucilene Schmidt, que também já ocupava cargo na secretaria.

Celva, inclusive, postou em sua página pessoal do Facebook uma nota de despedida, afirmando de forma polida não concordar com a negociata comandada por Matias. A postagem, porém, ao que parece, foi apagada de seu perfil. Para Matias Kohler, porém, durante entrevista a Olhar do Vale (ODV), não há problemas em se barganhar cargos. Ele complementa que isso faz parte da política atual.  “O PT abdicou das presidências da mesa diretora e com isso acabou pedindo espaço dentro do governo, com as secretarias (…) algumas mudanças as pessoas não tem a compreensão inicial. Perguntam o porque de estar mudando, se estava funcionando. No aspecto da administração como um todo, tem a questão da governabilidade, do bom relacionamento, dos partidos terem seu espaço na representatividade e isso que aconteceu. De uma forma muito tranquila, pública, transparente, com pessoas que têm aptidão para ocupar as funções”, frisou.

por Wilson Schmidt Junior

Publicado por Olhar do Vale

Negociatas: prefeito de Guabiruba dá espaço a PT no secretariado, em troca de governabilidade
1.33 (26.67%) 3 votes

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.