Unifebe Vargas PREFEITURA TEVAH

Lei do Farol Baixo nas rodovias repercute na Câmara de Guabiruba

Além disso, outros assuntos foram deliberados pelos vereadores;

Foto: divulgação -

Foto: divulgação –

Guabiruba – Diferente da sessão ordinária da última semana, nesta terça-feira, 12 de julho, os vereadores de Guabiruba se pronunciaram sobre diversos temas em mais um encontro Legislativo. Um dos principais temas dissertados pelos edis na ocasião foi a lei que obriga os condutores de automóveis a trafegarem com os faróis ligados em rodovias. A pauta dividiu opiniões.

Para Haliton Kormann (PMDB), por exemplo, é mais um caso de indústria de multas. “Tem coisas mais importantes para resolver no trânsito. O vereador Nilton [Rogério Kohler – Dem] e o vereador Osmar [Vicentini – PRB] também falaram que isso é para cobrar multas e tirar dinheiro do bolso do povo. Tinha coisa mais importante pra fazer. Os maiores índices de acidentes são os celulares. Por que não inventam alguma coisa pro celular não funcionar dentro do carro? Mas não, eles fazer uma lei de farol de dia aceso para arrecadar”, afirmou.

Felipe Eilert dos Santos (PT), presidente da Câmara, porém, não vê tanta polêmica na nova legislação e até acha válido. “Eu sou a favor de tudo que é feito em prol da segurança do trânsito. Tem que ser respeitado. A gente tem que pedir sim pela aplicação dos recursos das multas de forma adequada. Agora os mecanismos de controle de velocidade, de fiscalização e punição têm de existir (…) Infelizmente no mundo em que vivemos só se conscientiza através de multa, no bolso”, disse o petista.

O vereador Jaime Luiz Nuss usou de seu tempo na bancada para fazer uma denúncia sobre um motorista de um ônibus escolar que estaria abusando da velocidade ao transportar alunos. Ele cobra atitudes dos setores responsáveis. “Já levantei esse assunto na casa e a situação está se repetindo. Então, por felicidade, um pai seguiu o ônibus com o painel digital do carro indicando velocidades de 80, 90 e até 100 km/h (…) nós temos de cobrar isso. Isso não pode continuar mais. Ele também parabenizou a Fanfarra João Boos (Fanjob) pelos recentes prêmios conquistados no 30º Concurso de Bandas e Fanfarras de Gaspar.

O vereador Osmar Vicentini (PRB) usou da palavra para, mais uma vez, solicitar aos órgãos competentes, no caso a Anatel, que faça um teste em uma antena situada no Bairro Lageado Alto. De acordo com ele, o aparato está emitindo radiação que põe em risco a saúde dos moradores das imediações. Ao final da sessão, não conseguimos ouvi-lo sobre o tema, mas o presidente da casa, Felipe Eilert dos Santos, deu seu parecer. “A gente já pediu para que ele procure a secretaria para que a gente formule esse ofício, talvez para a Anatel, talvez para a própria operadora de telefonia para viabilizar algum estudo. Nunca vamos nos opor, pois sabemos que é interesse da população”, finalizou.

por Wilson Schmidt Junior

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.