Unifebe Brusque Vargas Têxtil

Ivan Martins pede que Dr. Jonas cumpra discurso de campanha e priorize a Saúde

"Se não solucionar, que essa administração ao menos amenize essas situações que a população tem passado”, disse o vereador na tribuna;

Foto: divulgação -

Foto: divulgação –

Brusque – Em pronunciamento durante a sessão ordinária desta terça-feira, 14, o vereador Ivan Martins (PSD) criticou o fato de candidatos a prefeito utilizarem a Saúde pública como temática prioritária durante a campanha eleitoral, mas “deixarem a desejar” quando vitoriosos nas urnas e empossados no cargo. Ele comentou a situação da Saúde no município e conclamou o prefeito Jonas Oscar Paegle (PSB) a buscar soluções ou menos formas de amenizar os problemas relacionados à área.

“O município tem em torno de 125 mil habitantes. Isso faz com que a prefeitura tenha que trabalhar muito para dar a atenção necessária a quem mais precisa, as pessoas carentes que se socorrer ao Executivo para atender às suas necessidades”, disse o parlamentar. “Ainda não é possível fazer uma avaliação precisa sobre a atuação deste governo, mas, nas administrações que passaram, temos visto constantemente quantos vereadores receberam pessoas que vinham reclamar por não conseguirem buscar o seu remédio. Sabemos da dificuldade, principalmente quando se usa remédios de uso contínuo, como no caso da hipertensão, para as pessoas adquirirem remédios junto à prefeitura”, observou Martins.

“Começamos a averiguar que a prioridade com respeito à Saúde é só na época de eleição. Quando o governo assume e parte para a prática, todos têm se comportado da mesma forma, deixando muito a desejar no atendimento à população carente. Durante o processo eleitoral, todos dão a Saúde como prioridade, mas ao assumir, vêm as dificuldades, as negativas, dizendo que ‘não tem remédio’, ou comprou, ‘mas a empresa ainda não entregou’”, criticou o vereador.

Para ele, os concursos públicos realizados a partir de 2009 incharam o quadro de servidores da prefeitura, devido ao aumento de servidores efetivos. “Dos recursos da prefeitura, grande parcela é para pagar salário de funcionários. Começamos a entender por que a população está cada vez mais carente de remédios, consultas, exames, cirurgias”, enfatizou.

O parlamentar citou pedido de informações formulado por Marcos Deichmann (PEN), com questionamentos sobre os prazos para que sejam normalizados a distribuição de medicamentos e os atendimentos médicos, bem como o início do mutirão de cirurgias. Martins ainda elogiou convite do vereador Celso Emydio da Silva (DEM) para que o secretário municipal de Saúde, Humberto Fornari, compareça à Câmara a fim de discorrer sobre os programas de trabalho da pasta e as perspectivas assistenciais estabelecidas no orçamento para 2017. “Queremos conclamar o prefeito, Dr. Jonas. Ele é médico, e a prioridade dele no discurso de campanha foi em cima da Saúde. Queremos que ele cuide da Saúde. Se não solucionar, que essa administração ao menos amenize de forma significativa essas situações que a população tem passado”, ressaltou Martins.

por Assessoria de Imprensa

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.