Unifebe Vargas TEVAH

“Hospital de Azambuja só está assim por méritos de Paulo Eccel”, disse Vechi

Petista também comentou Programa de Proteção do Emprego, proposto e editado por Dilma

Foto: Sidnei Recco -

Foto: Sidnei Recco –

Brusque – Apesar de já estar há meses fora da Prefeitura, o ex-prefeito Paulo Roberto Eccel (PT) ainda é constantemente lembrado, principalmente por aqueles que outrora formavam a sua base governista. Exemplo maior disso ocorreu na sessão desta terça-feira (11), na Câmara de Vereadores de Brusque. De acordo com o petista José Isaías Vechi, o Hospital Arquidiocesano Cônsul Carlos Renaux só está na qualidade atual, por méritos da intervenção feita por Eccel à época em que a entidade ameaçou parar os atendimentos do Sistema Único de Saúde (SUS).

“As coisas mudaram. Inclusive a humanização dentro daquele hospital. Eu acho que o Fabiano [Amorim] (administrador do hospital durante e após a intervenção) implantou no hospital, deu motivação pros funcionários, pros enfermeiros, pra todo mundo trabalhar com alegria e com satisfação”, disse ele.

Vechi também se utilizou da Tribuna para comentar o Programa de Proteção do Emprego, protocolado e editado pela presidente Dilma Rousseff (PT), no último mês de julho. O plano federal tem como objetivo reduzir a jornada do trabalhador brasileiro em 30%, diminuindo apenas 15% de seu salário. Para Vechi, foi a solução que menos prejudica tanto a classe trabalhista quanto a patronal. “É uma modalidade interessante que é aplicada em vários países do mundo, inclusive na Alemanha, de onde foi tirado esse modelo”, concluiu.

por Wilson Schmidt Junior

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.