Unifebe Vargas Neni

Comissão da Verdade vira tema na Câmara de Brusque

Governistas foram os principais a exaltarem a entrega do relatório final;

Brusque – A entrega do relatório final da Comissão Nacional da Verdade, juntamente da comemoração do Dia Internacional dos Direitos Humanos foi motivo de alegria para alguns vereadores, principalmente do Partido dos Trabalhadores.

E na sessão ordinária realizada nesta quarta-feira (10), o edil Felipe Belotto (PT) se pronunciou no uso do espaço reservado à lideranças partidárias, acerca do assunto. De acordo com ele, é a primeira vez que o Brasil assume uma política homicida ocorrida em outrora. “É um importante passo que o país da com a Comissão da Verdade. É um passo em busca da memória, da verdade e da reconciliação”, afirmou, durante discurso na tribuna.

Na sequência de Belotto, Valmir Ludvig (PT) e Marli Leandro não comentaram tanto sobre o resultado da comissão, porém, falaram largamente sobre a data comemorada. O discurso de ambos foi o de que os direitos fundamentais de cada ser humano devem ser resguardados à todo o custo.

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.