Unifebe Vargas Neni

Câmara aprova a proibição do nepotismo nos poderes Executivo e Legislativo

Proposta recebeu 11 votos favoráveis e um contrário; texto também veda o nepotismo cruzado

Por 11 votos a 1, a Câmara de Vereadores aprovou na sessão desta terça-feira, 10, o projeto de lei (PL 29/2017) que proíbe a prática do nepotismo, inclusive o cruzado, no âmbito dos poderes Legislativo e Executivo brusquenses, bem como em todos os órgãos e entidades da administração pública municipal direta e indireta.

A proposta recebeu 11 votos favoráveis – de Adalmir Amaral (DEM), Ana Helena Boos (PP), Cleiton Luiz Bittelbrunn (PRP), Deivis da Silva (PMDB), Gerson Luiz Morelli, o Keka (PSB), Juliano Kaiano Petermann (PSDB), Marcos Deichmann (PEN), Marli Leandro (PT), Paulinho Sestrem (PRP), Rogério dos Santos (PSD) e Waldir da Silva Neto (PSD). Ivan Martins (PSD) deu o único voto contrário do placar e Joaquim Costa, o Manico (PMDB), não votou. Na condição de presidente da casa legislativa, Jean Pirola (PP) só votaria em caso de empate.

O PL 29/2017 foi apresentado em junho, por Deichmann, e coassinado por Ana Helena, Sestrem, Pirola, Claudemir Duarte, o Tuta (PT) e Sebastião Lima, o Dr. Lima (PSDB) – os dois últimos licenciados do cargo este mês e substituídos, respectivamente, por Marli e Petermann.

Antes da votação, alegando desconhecimento do conteúdo da matéria e dúvidas a serem sanadas, Neto chegou a fazer um pedido de vistas, negado pela maioria do plenário.

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.