Unifebe Brusque Vargas Têxtil

Bóca anuncia secretariado provisório

Anúncio foi feito na manhã desta segunda-feira;

Foto: Wilson Schmidt Junior -

Foto: Wilson Schmidt Junior –

Brusque – O prefeito eleito indiretamente, Bóca Cunha (PP), além de seu vice, Rolf Kaestner (PP), anunciou durante a manhã desta segunda-feira, 6 de junho, os primeiros nomes que irão compor o primeiro escalão (secretários e diretores) de governo de maneira interina até a definição oficial dos cargos. Em uma conversa longa e descontraída com a imprensa, ele reafirmou o seu compromisso de enxugar a máquina pública, cortando aproximadamente 50% dos cargos comissionados.

Durante o encontro, Cunha e Kaestner afirmaram, entre outras coisas, que as funções serão delegadas nos próximos dias, mesclando agentes políticos e, também, cargos técnicos, em algumas das situações sem pertencer a nenhuma agremiação partidária.

Confira a lista dos escolhidos, alguns provisórios, alguns definitivos:

Maria Olga Rodrigues Martins – Fundema

Cristiano Bittencourt – Orçamento e Gestão

Antônio Carlos Cerchiari Junior – Ibprev

Sílvio Bertolini – Fundação Municipal de Esportes (FME)

Juliano Pereira – Samae

Jorge Luis Bonamente – Desenvolvimento Econômico

Suzana Mafra – Fundação Cultural

Valquíria Kohl – Secretaria de Saúde

Adalberto Zen – Secretaria de Trânsito e Mobilidade

Kelly Cristina Bergler – Secretaria de Educação

Guilherme Ouriques – Secretaria da Fazenda

Carolina Maria Dalri Meireles – Instituto Brusquense de Planejamento

Rodrigo de Souza – Parque Zoobotânico

Mário Mesquita – Procuradoria Geral do Município

Danielle Mariel Heil – Subprocuradora geral do município

Ademir José Moraes – Secretaria de Turismo

Aurinho Silveira de Souza – Chefe de Gabinete

João Paulo da Silva – Secretaria de Comunicação

Jones Bosio, presidente do Democratas Brusque, importante personagem na ascensão de Bóca ao poder, chegou a ser convidado e cogitado para assumir a Secretaria de Obras. Porém, como não pretende abrir mão da disputa majoritária nas Eleições Municipais de 2016, acabou reclinando do cargo público. Para entender, funcionários em cargos públicos precisam sair da função para disputar pleitos eleitorais.

por Wilson Schmidt Junior

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.