Unifebe Vargas PREFEITURA TEVAH

Baseados no reajuste dos servidores da Câmara, funcionários públicos querem 6,69% de aumento

Servidores lotaram a platéia da Câmara durante a sessão desta terça-feira, 11 de abril;

Foto: divulgação -

Foto: divulgação –

Brusque – Servidores públicos municipais lotaram a plateia da Câmara de Vereadores de Brusque durante esta terça-feira, 11 de abril, a fim de pressionar os legisladores a apoiarem sua causa na negociação salarial 2017. Orlando Soares Filho, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos de Brusque e Região (Sinseb), discursou na Tribuna, e também solicitou postura firme dos edis para com a causa.

Durante sua fala, Orlando cita que, apesar de – pelo menos agora – haver diálogo, ainda não parece haver consenso entre a classe laboral e a Prefeitura. A proposta mais recente, de 4,69% de reajuste dividido em duas parcelas, foi recusada em assembleia geral, o que manteve o Estado de Greve. Apesar disso, ele garantiu que não haverá paralisação, ao menos, até a próxima quarta-feira, 19 de abril, data de uma nova proposta do paço municipal.

O Sinseb projeta algo parecido com o que ocorreu com os servidores da Câmara, que conquistaram 6,69% de reajuste salarial. Após seu discurso, os trabalhadores foram até a Praça Sesquicentenário, onde continuaram protestando contra o governo, que chegou a oferecer 0% de reajuste no início das negociações, alegando falta de recursos e comprometimento próximo do limite com a folha salarial.

 

por Wilson Schmidt Junior

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.