Unifebe Vargas PREFEITURA TEVAH

Após saída do PMDB e ingresso no DEM, gerente de Educação não sabe se permanece no cargo

Rodrigo Cesari conversou com a reportagem de Olhar do Vale sobre o assunto;

Foto: Wilson Schmidt Junior -

Foto: Wilson Schmidt Junior –

Brusque – Engana-se quem pensa que os bastidores da política brusquense estão em Banho Maria. De todos os cantos é possível observar articulações visando o próximo pleito municipal, em 2016. Nesta segunda-feira (24), por exemplo, o Gerente Regional de Educação da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Regional (SDR), Rodrigo Cesari, abandonou oficialmente o Partido do Movimento Democrático Brasileiro (PMD) para ingressar no Democratas.

De acordo com entrevista exclusiva concedida ao Portal Olhar do Vale, o educador e agente político ressaltou que a mudança de partido se deve a uma questão ideológica. “Agradeço ao PMDB de Brusque que me acolheu e tem grandes nomes. É um partido ao qual sou muito grato, mas eu comungo de ideias diferentes. O PMDB hoje faz parte do processo político do Governo Federal, vice do PT. E eu não comungo dessas ideias. Estou indo para o DEM, pois, desde o início ele foi contra a essas ideologias, essas ideias do Partido dos Trabalhadores; e eu sigo essa linha”, afirmou.

Durante a entrevista, Cesari confirmou que se junta a Jones Bosio, ex-secretário de Desenvolvimento Regional, ao qual tem grande afinidade, no projeto que visa as eleições municipais de 2016.

Consequências

Apesar de o Democratas também estar na lista dos partidos aliados ao Governo do Estado, liderado por Raimundo Colombo (PSD), existe ainda a situação envolvendo Bosio, que deixou a base governista e o próprio PSD – também migrando para o DEM – criticando o governador e parte de sua equipe de governo pelo alinhamento com o PT de Dilma Rousseff, presidente do país.

Perguntado por Olhar do Vale se isso não lhe traria nenhuma consequência ou retaliação em seu cargo comissionado, Cesari foi taxativo, dizendo que está no cargo de responsável pela Gered Brusque pelos serviços prestados à educação e não pela política. “Temos que desvincular a política da Educação. Na verdade a Educação por si só é a política. Então, se o fato de eu me filiar ao Democratas significa a minha saída ou não da Gered, isso não compete a mim. Mas independente disso, a minha preocupação não é ocupar cargo”.

por Wilson Schmidt Junior

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.