Unifebe Vargas Neni TEVAH

Ao menos no Facebook, ato contra Dilma em Brusque já reúne 4700 confirmações

Protesto está marcado para ocorrer no próximo domingo (15), na Praça Sesquicentenário;

11040012_779189458843912_2033437847_n (800x600)

Organizadores solicitam apoio da Polícia Militar de Brusque – Foto: divulgação –

Brusque – Será um fiasco ou sucesso? Será mais um movimento exclusivo das redes sociais ou a exemplo de 2013 os brasileiros irão para a rua novamente? Questões que serão respondidas somente com o chegar do próximo domingo (15), dia escolhido para centenas de manifestações em todo o Brasil, pedindo a deposição da presidente Dilma Rousseff (PT).

Para Brusque, o movimento originado em nível nacional pelo grupo Movimento Brasil Livre (MBL) espera reunir mais de 4700 pessoas. Todas elas já confirmaram presença no evento criado por José Adriano Machowski e Ronaldo Ivar Kamp. Todas essas pessoas querem o Impeachment de Dilma, mesmo que isso signifique a assunção do vice Michel Temer, ou até mesmo o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, ambos filiados ao dividido e não ideológico PMDB.

Olhar do Vale (ODV) entrevistou com exclusividade o organizador do manifesto. O bacharel em direito José Adriano Machowski se mostra confiante para o domingo.

Olhar do Vale (ODV): vocês não temem serem taxados de golpistas?

José Adriano Machowski: não, porque o direito de manifestação é constitucional.

ODV: o movimento tem cor partidária?

José: não permitiremos nenhum tipo de manifestação partidária na manifestação e estaremos preparados para repelir qualquer tipo de tentativa de partidarizar este ato.

ODV: você espera que o dia 15 irá reunir bastante gente nas ruas?

José: até o presente temos 4700 pessoas confirmadas no Facebook. Estamos divulgando em vários meios de comunicação, acreditamos que os números só irão crescer.

ODV: porque vocês querem a deposição de Dilma?

José: temos vários indícios que nossa Presidente da República utilizou dinheiro das empresas investigadas pela operação Lava Jato em sua campanha eleitoral, caracterizando assim (depois de julgado) crime de responsabilidade.

ODV: o fato do vice Michel Temer assumir logo após um possível Impeachment não os incomoda?

José: nossa Lei é clara. Se caso ocorrer um impeachment, assume o vice. Precisamos respeitar, mas isso será outra discussão. A princípio o foco não seria esse.

ODV: o movimento é contra Dilma, contra o PT, ou ambos?

José: somos apartidários. O movimento é contra a atual situação do nosso país, mas o foco seria o Impeachment de Dilma, mesmo.

ODV: existe base jurídica, em sua visão, para o processo de Impeachment?

José: há provas irrefutáveis obtidas na Operação Lava Jato, que fundamentam nosso pedido de impeachment, como por exemplo a violação à Constituição Federal e à legislação eleitoral. As provas colhidas nas delações premiadas deixam claro que grande parte do dinheiro roubado da Petrobras foi utilizado para financiar a última campanha de Dilma Rousseff.

O evento terá início às 10h do próximo domingo (15), em frente à Prefeitura de Brusque, na Praça Sesquicentenário. Porém, a partir de quarta-feira, a população que já confirmou presença está convidada a participar de atos preliminares, batizados pela organização de vigílias, em frente aos três poderes, sempre das 20h às 23h.

A Polícia Militar deve prestar segurança ao evento.

por Wilson Schmidt Junior

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.