Unifebe Vargas Neni TEVAH

Abandono de animais em Guabiruba vira tema de pronunciamento na Câmara

Vereador peemedebista levantou o assunto durante a última sessão legislativa;

Foto: Marcos Gabriel Paulo -

Foto: Marcos Gabriel Paulo –

Guabiruba – O abandono de animais virou tema de pronunciamento na sessão da Câmara de Vereadores de Guabiruba realizada nesta terça-feira (10), na cidade vizinha a Brusque, Guabiruba. Quem subiu até a Tribuna para relatar o assunto foi o vereador oposicionista Jaime Luiz Nuss (PMDB). De acordo com ele, a população guabirubense está sentindo um aumento bastante expressivo destes casos de abandono de animais.

“Levantei neste plenário que a situação nos anos anteriores ficava pior nas proximidades do Natal e ano novo. Neste ano, não sei o que está acontecendo, se é a crise ou outro fator, mas estamos sentindo esse abandono já agora em novembro. Imagina perto das férias de fim de ano das famílias. Nós temos que buscar alguma alternativa. Esta casa tem de pensar em alguma maneira, talvez, de chegar mais perto a uma punição para as pessoas que abandonem os animais”, afirmou o peemedebista em entrevista a Olhar do Vale (ODV).

O político não poupou elogios a Pata, entidade protetora dos animais guabirubense, que poderia estar auxiliando nesta problemática. Atualmente, a falta de recursos ajuda a dificultar o trabalho exercido pela organização. “Como é uma entidade nova, ela precisa de um prazo de dois anos para começar a poder receber recursos públicos. Então, nós temos que esperar. Até lá os voluntários terão que fazer milagres, mas depois vamos exigir que o município repasse algum recurso financeiro para o órgão”, afirmou.

por Wilson Schmidt Junior

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.