Brusque vence e se mantém em segundo na sua chave no Brasileirão Série D


 

O Brusque FC deu mais um importante passo para garantir vaga à próxima fase da Série D do Campeonato Brasileiro ao vencer o Mogi Mirim por 2 a 1 neste domingo (13) de Dia das Mães.

Tiago Pará, aos 46 minutos do primeiro tempo, e Jefferson Renan, aos 42 do segundo, garantiram o triunfo do Brusque por 2 a 1, diante pouco mais de mil pessoas no estádio, boa parte delas mulheres, que em uma ação do clube não pagaram ingresso para acompanhar o jogo em razão do Dia das Mães.

Publicidade

Com a vitória, o Brusque chegou a 9 pontos, na vice-liderança do grupo A 17. O líder é o São José, que venceu o Prudentópolis por 2 a 1, fora de casa, e chegou a 12. Terceiro colocado do grupo, com 3 pontos, o Prudentópolis será o próximo adversário do Brusque, em jogo que será realizado fora de casa. Já o São José encara o Mogi, que ainda não somou pontos, em casa, no outro duelo da rodada, o penúltimo da fase de grupos da competição.
“Restam ainda dois duelos, temos o Prudentópolis fora e depois o São José em casa. Ficamos felizes pelo resultado e também por encaminharmos a classificação, mas vamos trabalhar para buscar o primeiro lugar do grupo e depois ter vantagem na próxima fase”, comentou o técnico Pingo, já na coletiva ao fim da partida.

O JOGO
Foi um primeiro tempo de um time só. O Mogi Mirim não ofereceu riscos ao Bruscão que criou várias chances de gol. O time iniciou pressionando, mas as principais oportunidades surgiram dos 26 aos 33 minutos, quando o Brusque fez uma verdadeira blitz sobre o adversário.

Aos 26, Eliomar chutou, a bola desviou e Lima, por pouco, não colocou nas redes. Aos 30 Eliomar cobrou escanteio, Tiago Pará desviou de cabeça e Otto fez uma linda defesa para evitar o gol. Eliomar mais uma vez apareceu com destaque aos 31. O camisa 10 cruzou, a bola desviou na zaga e entrou, mas a arbitragem já havia anotado impedimento do meia-atacante. Aos 33 foi a vez de Neguete. O zagueiro dominou na área e meteu um foguete, a bola desviou em Fabricio e por pouco não entrou. Mas o gol mesmo só saiu aos 46, Lima serviu de garçom e cruzou para Tiago Pará, praticamente dentro do gol, completar de peito para as redes: 1 a 0 Brusque.

ETAPA FINAL
No segundo tempo, o Brusque iniciou criando uma boa chance logo aos 6 minutos com Lima, mas o Mogi melhorou no jogo e respondeu aos 8. A finalização de Glécio desviou e foi para fora. O jogo ficou mais aberto e, aos 17, o adversário empatou. Foi o próprio Glécio que deixou tudo igual: 1 a 1. Com o empate, o técnico Pingo colocou Jean Dias na vaga de Zé Mateus, o Brusque ganhou força ofensiva, e seguiu melhor no jogo.

Perto dos 30, Safira entrou no lugar de Eliomar, e Jefferson Renan na vaga de Adãozinho que vinha fazendo uma boa partida. O time foi para pressão. Aos 42 minutos foi feita justiça no placar. Em cruzamento perfeito do lado esquerdo de campo, Jefferson Renan cabeceou com precisão para garantir o 2 a 1 do Brusque e a festa da torcida no Gigantinho.

Olhar do Vale

Notícias de Brusque e Região.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.