Brusque perde nos pênaltis e é eliminado no Brasileiro Série D


Não faltou luta e determinação para o Bruscão, mas numa dolorosa disputa de pênaltis, o time se despediu neste domingo da Série D do Campeonato Brasileiro.

Após encarar o Tubarão de igual, e dominando o jogo muitas vezes na casa do adversário, o Brusque acabou eliminado da competição nacional ao ser derrotado por 2 a 1 no tempo normal, e 4 a 3 na disputa de pênaltis. No duelo de ida, o Brusque havia vencido por 1 a 0.

O jogo

Publicidade

Estádio cheio e clima de final. O Domingos Gonzales recebeu grande público para um jogão de bola neste domingo. Mais de 2,7 mil pessoas compareceram ao estádio para acompanhar a partida que teve muita emoção. A torcida do Bruscão não se intimidou pelo fato de o jogo ser fora de casa, lotou seu espaço e apoiou o time do início ao fim.

Foram quatro ônibus que saíram de Brusque, um quinto ainda foi fretado por familiares do goleiro Júlio Cézar.

Em campo, o jogo começou com tudo. Zé Mateus aos 6 minutos obrigou Beliatto a fazer grande defesa. Mas quem balançou as redes foi o time adversário na sequência. Magno Alves, em bola desviada, fez 1 a 0 Tubarão (1 a 1 no agregado).

O gol deixou o jogo ainda mais aberto, o Brusque não se intimidou e foi pra cima, enquanto o Tubarão também assustava. Tiago Pará, em contragolpe, e Eliomar, em chute de longe, levaram perigo ao Tubarão. Jailson também quase mandou contra o próprio patrimônio. O Brusque estava bem na partida, e aos 30 empatou após escanteio de Tiago Pará que terminou no gol de cabeça de Yago: 1 a 1.

Etapa final
No segundo tempo, o jogo começou como terminou a etapa inicial. Os dois times criavam chances, mas era o Brusque que tinha mais o controle do jogo. A primeira grande oportunidade, no entanto, foi do Tubarão. Magno Alves perdeu boa chance de cabeça. O Brusque também teve boa chegada com Hélio Paraíba em bola rebatida na área, mas Beliatto salvou. Eliomar tentou de cavadinha, mas perdeu.

Pouco depois, Paraíba saiu para a entrada de Weverton, o Tubarão também fez mudanças e teve mais felicidade para chegar ao gol. Éverton Junior invadiu a área e fez 2 a 1 aos 28 da etapa final.

Com o duelo indo para os pênaltis, as emoções foram a flor da pele no Domingos Gonzales. Os dois times continuaram em busca do gol. Safira entrou no lugar de Adãozinho, e Jean Dias, já no fim, na vaga de Tiago Pará. Mas a decisão foi mesmo para os pênaltis.

Nas cobranças, o Tubarão levou a melhor. Júlio Cézar chegou a defender um dos pênaltis, o terceiro da série, mas o Brusque errou duas cobranças e se despediu da competição.

 

Foto: Sidney Silva/Brusque FC

Olhar do Vale

Notícias de Brusque e Região.

Comentários


Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluídos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.