Unifebe Vargas Neni TEVAH

Projeto Distrito Azambuja é apresentado para comunidade

projeto azambuja_5
Com o objetivo de revitalizar, resignificar e reconectar a rua Azambuja com o resto da cidade, na tarde de sábado, 22 de julho, integrantes do Instituto de Arquitetos do Brasil – Núcleo Brusque, apresentaram o estudo “Distrito de Azambuja”. Desenvolvido a partir de uma parceria com a Associação das Micro e Pequenas Empresas de Brusque e Região (AmpeBr) desde 2016, o projeto piloto tem como proposta buscar soluções para alguns problemas urbanos diagnosticados ao longo da via, bem como a qualificação dos espaços, em parceria com a comunidade.
O evento, realizado no Teatro de Azambuja, contou com a participação de cerca de 60 pessoas, entre moradores, comerciantes, empresários, e representantes de diversas entidades, que conheceram de perto as sugestões do projeto, bem como trocaram informações e ideias para a melhoria do mesmo. O objetivo da iniciativa é a melhoria e o desenvolvimento do local, que já foi palco de importantes momentos históricos da cidade, mas que ao longo dos anos perdeu suas potencialidades.
Propostas
O estudo prevê melhorias no transporte, nos passeios públicos, no acesso e principalmente na conexão de circulação entre a cidade e a rua. Propostas de repaginação dos edifícios, reestruturação de calçadas, criação de novos espaços públicos – como praças e parques, novos usos para a rua com comércio, gastronomia, turismo e até hotelaria, e também um percurso de romaria que liga o centro da cidade até o Santuário local, integram o projeto. O estudo também sugeriu a instalação de um teleférico, como um elemento turístico e de mobilidade urbana, que possa ser uma alternativa tanto para moradores como visitantes.
“O estudo entende a rua Azambuja como um local de extrema importância para Brusque e região, por sua importância histórica e turística, e também a importância local, para os moradores e comerciantes. Pensamos em propostas com intenções de curto, médio e longo prazo e a partir de agora a ideia é discutir o projeto com entidades que já demonstraram interesse em apoiar o estudo. Estamos muito felizes com a apresentação desse projeto, em especial pelo envolvimento que tivemos com a comunidade. E esse é só primeiro passo”, explicou o coordenador do projeto, o arquiteto e urbanista Karol Carminatti.
No sábado da manhã, os integrantes do IAB também ouviram moradores que deram sugestões sobre suas necessidades para o estudo. Reuniões serão programadas com a comunidade para reforçar ainda mais as discussões sobre o estudo e as necessidades locais.
 
Azambuja para todos
A presidente do Núcleo de Brusque do IAB, Cristiane Bertoli ressaltou que o projeto não foi pensado de forma isolada, e sim foi uma proposta para conectar a rua com o município como um todo, já que o local é uma preocupação de todos os brusquenses.
Além disso, Cristiane destacou o papel da AmpeBr na iniciativa, que buscou nos profissionais do IAB, dando o primeiro passo para o projeto.  “O apoio da AmpeBr foi fundamental para que os integrantes do IAB se encorajassem a realizar esse estudo. A ideia está lançada e a continuidade dela depende de recursos financeiros e de estudos de viabilidade do mesmo. Esperamos que entidades privadas, assim como o poder público, possam abraçar essa ideia e realizar esse projeto”, ressaltou a presidente do IAB- Brusque.
Para o empresário e diretor da AmpeBr, Silvio César Gonçalves, que é morador e tem há 25 anos sua empresa no local, as expectativas são as melhores para que o estudo possa se tornar realidade. “É com muita satisfação que estamos na apresentação desse estudo. A rua já passou por várias fases, como o grande boom econômico do comércio nos anos 90, e depois seu declínio. Solicitamos que o poder público e demais entidades da cidade abracem também essa ideia, já que a rua Azambuja é Brusque. Que mais pessoas se envolvam nesse projeto inovador, que com certeza será modelo para Santa Catarina”, comentou.

Publicado por Olhar do Vale

Projeto Distrito Azambuja é apresentado para comunidade
5 (100%) 1 vote

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.