Unifebe Vargas TEVAH

Motorista fala sobre o acidente na ponte do Maluche

Saiba a versão do motorista sobre o acidente que gerou muitos boatos e compartilhamentos nas redes sociais

Foto: recebida via Whats App -

Foto: recebida via Whats App –

Para desvendar de vez os boatos sobre o acidente ocorrido no último dia 24 de setembro, no qual um Gol de cor cinza acabou dentro do espaço para pedestres na ponte do Maluche, bairro Maluche, o olhar do vale foi atrás do proprietário e motorista do carro, para ouvir sua versão.

Sidnei tem 41 anos, mora em Brusque e conta que essa foi a primeira vez que se envolveu em um acidente, dos tantos anos que dirige, nunca tinha passado por situação sequer parecida com essa. Ele conta que o pneu da frente estourou, foi tudo muito rápido, para evitar transtornos maiores a alternativa foi jogar o carro para a passagem de pedestre, “Eu estava totalmente calmo na hora, estava em uma velocidade controlada, porém não tinha como prever que o pneu iria estourar, a alternativa foi colocar o carro em um local onde não oferecesse perigo para mais ninguém”,  relata Sidnei.

No carona estava um colaborador, que Sidnei prefere não identificar, conta que saíram pela janela do motorista e que ninguém se feriu “Não acho que tenha sido uma grande coisa, acidentes acontecem todo dia, quando eu vi muitas pessoas fotografando e filmando percebi que o circo estava armado, o pior seria se alguém tivesse se machucado, e eu acredito que as duas mãos de Deus estavam lá” desabafa.

Recebida via whatss

Recebida via whats

Não havia nem passado duas horas do acidente e a esposa, amigos e clientes de Sidnei já haviam recebido fotos e vídeos sobre o fato, porém Sidnei ficou muito chateado com coisas que ouviu na hora do acidente, leu e viu pelas redes sociais de amigos e parentes “Eu não estava bêbado ou drogado, ou de brincadeira, porque eu iria estragar meu patrimônio e ganha pão? Na verdade eu nem iria falar mais sobre isso, porque o que tinha que resolver está resolvido, mas é muito triste ver como as pessoas falam sobre o que não sabem” lamenta.

Sobre a repercussão do caso, Sidnei disse que nunca iria imaginar que tudo isso pudesse acontecer, afinal de contas ele não tem whatsapp e não usa redes sociais, mas afirma que irá procurar seus direitos, caso as pessoas continuem usando sua imagem e nome para  divulgar situações que venham a denegrir sua imagem “ Agora é continuar trabalhando, nada mudou na minha vida, apenas o prejuízo que agora terei de trabalhar mais para cobrir” afirma Sidnei

Por: Fernanda de Freitas

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.