Unifebe Vargas Câmara

Mais de 30% da merenda escolar de Guabiruba é proveniente da agricultura familiar

Embora beneficie o pequeno agricultor, o principal objetivo de inserir produtos da agricultura familiar na merenda é a qualidade das refeições oferecidas aos estudantes;

Foto: divulgação -

Foto: divulgação –

Guabiruba – A cada ano mais produtos da agricultura familiar estão sendo inseridos na alimentação dos alunos da rede municipal de ensino de Guabiruba. Em 2016, 30,96% dos alimentos consumidos nas escolas foram cultivados por agricultores da região, como por Tarcisio Decker, primeiro morador de Guabiruba a ter seus produtos na merenda escolar.

Ele fornece queijo colonial, nata e queijinho o ano todo. As vacas leiteiras são criadas no bairro Guabiruba Sul. “É muito bom ver as crianças alimentadas com os produtos da gente. Tenho um neto na creche consumindo meus produtos. É também um incentivo muito bom para os pequenos agricultores”, fala.

A legislação prevê que 30% do valor repassado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) ao município seja utilizado na compra de alimentos da agricultura familiar. No ano passado, Guabiruba investiu 44,81%. Dos R$ 303.220,00 repassados pelo FNDE, R$ 135.884,78 foram destinados ao pagamento dos gêneros alimentícios. A Prefeitura utilizou mais R$ 15 mil de recursos próprios para o mesmo fim, totalizando durante o ano cerca de R$ 150 mil na compra dos produtos.

“Só quem trabalha na roça sabe a importância que esse trabalho das prefeituras e secretarias de Educação e Agricultura tem”, afirma Dirceu Alves, produtor de Maracujá de Tijucas, que em 2017 vai entregar a polpa da fruta para Guabiruba.

Embora beneficie o pequeno agricultor, o principal objetivo de inserir produtos da agricultura familiar na merenda é a qualidade das refeições oferecidas aos estudantes. “Quanto mais cedo criarmos hábitos alimentares e de vida saudáveis, mais chances de lá na frente termos um adulto saudável”, pontua Marcelo Bauer, nutricionista da Secretaria Municipal de Educação de Guabiruba.

Além da escolha dos alimentos, o cardápio dos estudantes é preparado pelos nutricionistas do município levando em conta o equilíbrio na alimentação e a inclusão de todos os nutrientes necessários para o desenvolvimento da criança ou adolescente.

Concorrência Pública 001/2017

Nesta semana, ocorreu uma reunião na Câmara Municipal de Vereadores, momento em que vários agricultores aproveitaram para tirar dúvidas sobre o fornecimento de seus produtos para a administração pública. A Secretaria de Educação aproveitou o encontro para fazer uma prestação de contas dos valores e consumo de produtos no último ano.

O Edital para Chamada Pública será lançado nas próximas semanas e terá validade até 30 de junho. Após este período uma nova Chamada Pública será feita. Os produtores recebem uma visita técnica durante o ano e podem receber a visita dos estudantes da rede municipal de ensino.

Os agricultores interessados em participar devem entrar em contato com a Secretaria de Educação pelo telefone 3308-3102 para saber se estão regularizados e aptos a participar.

Saiba Mais

A Lei nº 11.947, de 16 de junho de 2009 e a Resolução nº 26, de 12 de junho de 2013, determinam que no mínimo 30% do valor repassado a estados, municípios e Distrito Federal pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) deve ser utilizado na compra de gêneros alimentícios diretamente da agricultura familiar e do empreendedor familiar rural ou de suas organizações.

Alimentos adquiridos em 2016

Abóbora

942 kg

Aipim (4º)

2.425 kg

Arroz (branco e integral) (5º)

1.887 kg

Banana branca (1º)

11.808 kg

Batata doce (3º)

3.376 kg

Berinjela

118 kg

Brócolis

774 und

Caldo de peixe

96 kg

Chuchu

692 kg

Couve flor

759 und

Espinafre

150 maços

Filé de peixe (Tilápia)

162 kg

Laranja Açúcar

Laranja lima

1.116 Kg

353 kg

Limão (Cravo e Taiti)

54 kg

Nata

338 potes

Pepino Salada

746 kg

Pokan

623 kg

Polpa de fruta

7 kg

Queijinho

333 potes

Queijo Colonial

7 kg

Repolho

897 und

Suco de uva

2.190 L

Tangerina (2º)

5.953 kg

Tempero verde

141 maços

Vagem

122 kg

 

por Assessoria de Imprensa

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.