Unifebe Vargas Neni

Lixo eletrônico: três toneladas de consciência ambiental

No último sábado, 11 de novembro, foram recolhidas três toneladas de lixo eletrônico na Praça Barão de Schneeburg, onde a Câmara de Dirigentes Lojistas de Brusque – CDL Brusque, em parceria com a empresa Brusoft Informática, realizava mais uma edição do projeto “Recicla CDL”, durante as tradicionais atividades do Sábado Fácil.

Monitores, gabinetes, teclados, diversos acessórios de informática e, até mesmo máquinas de escrever foram deixados no local. São equipamentos que não podem ser descartados no lixo comum pela composição que, na maioria das vezes, é formada por vidro e materiais pesados.

“Esta edição do Sábado Fácil foi especial, não apenas pelas atrações que já são conhecidas, mas porque realizamos o projeto “Recicla CDL”, em parceria com a empresa Brusoft. É uma campanha que incentiva o descarte correto dos materiais de informática”, explica o presidente da CDL Brusque, Michel Belli.

Segundo ele, todo o material entregue no local vai passar por uma triagem, para verificar a possibilidade de conserto e doação. O que não for possível recuperar segue para o descarte correto, em empresas especializadas na reciclagem de plástico, metal, vidro e materiais pesados. “É um projeto sustentável, porque envolve uma ação solidária, através da doação de um equipamento consertado para quem precisa ou, então, o destino correto de reciclagem, que contribui com o meio ambiente” acrescenta Michel.

Esta é a primeira vez que a CDL Brusque firma parceria com a Brusoft Informática para a realização do “Recicla CDL”. Mas, tanto a entidade quanto a empresa já estiveram envolvidas neste tipo de ação: a CDL realiza todos os anos o projeto e a Brusoft promoveu no ano passado a campanha “E-lixo” com esta mesma finalidade.

“Só que o volume de lixo eletrônico recolhido este ano é maior do que as edições anteriores. Inclusive quem passou por aqui perguntou se era possível doar em outro momento. Por isso, estaremos recebendo estes materiais até o dia 21 de dezembro, na sede da Brusoft”, afirma a gerente administrativa da Brusoft, Deise Spotti.

Neste momento, os materiais recebidos serão estocados até janeiro de 2018, quando inicia o trabalho técnico. “Vamos aplicar testes para verificar o que pode ser reaproveitado. E o que não tiver conserto será separado corretamente para o descarte”, detalha.

 

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.