Unifebe Vargas Câmara

Grupo Mulheres Polivalentes auxilia pacientes a superarem o câncer

Elizabete Knis Bertolini tem 67 anos e descobriu o câncer de mama há 13 anos. Ela conta que não tinha histórico de câncer na família e percebeu um pequeno nódulo na região da axila na hora do banho. Com o apoio dos familiares, não demorou em buscar auxílio médico e começou a fazer a radioterapia.

Como parte do tratamento, Elizabete começou a participar do grupo Mulheres Polivalentes. Com o intuito de promover melhor qualidade de vida e trocar experiências entre pacientes com histórico de câncer de mama ou colo de útero, que estão em tratamento ou que já venceram esta batalha, o encontro promovido com as pacientes é uma iniciativa da Clínica da Mulher.

A enfermeira responsável pelo grupo, Thaisi Cunha destaca que, o grupo cresceu e cerca de 20 pessoas são beneficiadas com os encontros mensais que acontecem no segundo andar do Centro de Serviços em Saúde. “As integrantes participam de atividades com psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas, educador físico, entre outros profissionais, visando o bem-estar e superação das participantes.

Para Elizabete, além dos exercícios, a troca de experiências e as novas amizades contribuem na sua forma de lidar com o que passou e também de ajudar outras pessoas na prevenção e superação. “Ter fé e não perder o ânimo é muito importante durante o tratamento. Não parei de trabalhar e fazer minhas atividades cotidianas após a cirurgia”.

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.