Unifebe Vargas Câmara

Festa da Apae de 2014 terá várias mudanças

olhar

Apresentação de dança fechou com chave de ouro a coletiva de imprensa

Uma apresentação de dança com a música tema do filme Titanic ao fundo, interpretada por alunos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) de Brusque, selou, na manhã desta segunda-feira (8), uma coletiva de imprensa recheada de informações, realizada na sede da entidade. O encontro teve como foco a realização de mais uma Festa da Apae, além de, também, apresentar para o público presente três opções diferentes de selos para os 60 anos da instituição pioneira em Santa Catarina. A primeira opção foi escolhida pela imprensa como a vencedora e que representará o sexagésimo aniversário.

Sobre as tradicionais festividades que ocorrerão nos próximos dias 12 e 13 de setembro, o diretor de Arrecadação, Michel Belli, afirmou que mudanças drásticas irão ocorrer. Por começar pela lona que em todos os anos foi montada no pátio da escola. Agora, esta já não precisará ser instalada, já que a estrutura metálica de cobertura já foi concluída. “A intenção da diretoria da Apae para este ano foi dar uma mudada, pois todo ano era a mesma coisa, mesmas atrações”, ressaltou.

olhar 2

Michel Belli fala sobre mudanças da Festa da Apae 2014

E essa foi apenas uma das mudanças. Na área gastronômica, o já reconhecido churrasco, além do cachorro-quente com duas salsichas, continuam. Porém, junto dele, também será servido uma polenta com galinha, além do Pirão com Linguiça, o mesmo que é saboreado na Festa Nacional da Farinha (Fenarinha), já que a Apae contratou os mesmos cozinheiros da festa.

A música gauchesca, também característica de todas as edições da Festa da Apae, em 2014 sai para dar espaço a um som mais alternativo, puxando para a Música Popular Brasileira. Na sexta-feira (12) é a vez de Calinho Luminoso, Didi Maçaneiro e Bruno Moritz subirem ao palco. No sábado, Bia Barros Acústico comanda os microfones, após o culto ecumênico que acontece às 18h. “Um som mais acústico para que o pessoal possa conversar, entrar na roda, mais uma festa familiar mesmo”, pontua Belli.

Os valores arrecadados são de fundamental importância para a manutenção da Apae, haja vista que a festa anual é uma das maiores fontes de receita de todo o calendário. A entidade é responsável, também, pela manutenção de outros três braços de serviço: a clínica Uni Duni Tê, o instituto Santa Inês e, também, o Centro de Convivência Ruth de Sá (Cecon).

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.