Unifebe Brainyshop

Atenção ao mosquito Aedes Aegypti deve ser redobrada no verão

Verão é tempo de férias, calor e de muita chuva e quem mais aproveita esta estação são os mosquitos Aedes aegypti, devido a temperatura e umidade do ar que são condições ideais para sua proliferação.

Em 2017, o Programa de Endemias realizou diversas ações, entre elas, capacitação em escolas, empresas e unidades básicas, ações conjunta com o Sesc Escola, aplicação do Projeto de Agente Mirim de Combate à Dengue, mutirão de limpeza dos cemitérios, fiscalização dos Pontos Estratégicos, ação aos sábados nos bairros infestados (Nova Brasília e Santa Terezinha) entre as demais atividades realizadas diariamente pelos Agentes de Endemias.

O programa de Controle de Endemias de Brusque continua com os trabalhos de intensificação das ações de combate ao mosquito Aedes Aegypti normalmente no final do ano, e alerta a população para que antes de viajar e durante o período de férias, elimine todos os locais que acumulam água como pneus, ralos, potes, brinquedos, garrafas, calhas, piscinas e mantenha a caixas de água coberta.

Até o mês de novembro, foram encontrados 54 focos do mosquito. Até o momento foram notificados 45 casos suspeitos de dengue sendo um positivo e três em investigação, oito de febre da Chikungunya e dois de Zika vírus.

Focos encontrados em bairros:
01 São Pedro
02 Bateas
01 Steffen
01 Centro II
20 Nova Brasilia
24 Santa Terezinha
03 Santa Rita
01 Azambuja
01 Rio Branco

Evite a proliferação do Aedes aegypti:

Evite usar pratos nos vasos de plantas. Se usar,
Coloque areia até a borda;
Guarde garrafas com o gargalo virado para baixo;
Mantenha lixeiras tampadas;
Deixe os depósitos para guardar água sempre vedados, sem qualquer abertura, principalmente as caixas d’água;
Plantas como bromélias devem ser evitadas, pois acumulam água;
Trate a água da piscina com cloro e limpe uma vez por semana;
Mantenha ralos fechados e desentupidos;
Lave com escova os potes de comida e de água dos animais no mínimo uma vez por semana;
Retire a água acumulada em lajes;
Dê descarga, no mínimo, uma vez por semana em banheiros pouco usados;
Mantenha fechada a tampa do vaso sanitário;
Evite acumular entulho, pois podem se tornar locais de foco do mosquito da dengue.
Denuncie a existência de possíveis focos de Aedes aegypti para a Secretaria Municipal de Saúde;
Caso apresente sintomas de dengue, chikungunya ou zika vírus, procure uma unidade de saúde para atendimento.

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.