Unifebe Vargas TEVAH

Apvaeb: dez anos dedicado ao paradesporto e ao assistencialismo

Marcos Maestri falou para os vereadores durante quinze minutos na sessão desta quinta-feira (16);

APVAEB (800x603)

Foto: divulgação –

Brusque – Apesar de o foco da sessão ordinária da Câmara de Vereadores realizada nesta quinta-feira (16) ter sido a primeira discussão e votação sobre o Projeto de Emenda a Lei Orgânica do Município, que pode possibilitar a abertura dos votos das eleições indiretas do dia 30 de abril, um momento da reunião foi reservado para Marcos Maestri, coordenador da Associação dos Pais e Voluntários dos Atletas Especiais (Apvaeb). A sua presença no Legislativo se deveu aos dez anos da instituição assistencialista.

Maestri se utilizou da Tribuna Livre por quinze minutos, momento em que explanou sobre a importância do trabalho desenvolvido na Organização Não Governamental (ONG). De acordo com ele, a relação da Apvaeb com Brusque é de amizade e, que se depender do trabalho realizado pela entidade, durará muitos anos mais. “Fomos criando uma rede de proteção social, ajudando nossos atletas e também suas famílias a enfrentar os desafios do dia a dia”, disse.

Além do foco desportivo, a Apvaeb, ressaltou, é uma entidade social e cultural, já que por muitas vezes foi prestado auxílio médico, auxílio jurídico e assistencial para os atletas e seus familiares. Maestri também destacou a organização da diretoria, marcada pela alternância no poder e transparência. O coordenador da Apvaeb também se utilizou da palavra para prestar contas. Segundo ele, a instituição movimenta cerca de R$ 8 mil mensalmente.

Marcos também explanou sobre a luta da entidade assistencialista para promover uma maior acessibilidade aos atletas especiais nos espaços desportivos. Citou a luta para que a Vila Olímpica que será construída em Brusque seja adaptada às necessidades dos especiais.

Dezenas de alunos e voluntários assistiram atentos ao pronunciamento de Marcos Maestri que, emocionado, também não poupou homenagens ao seu filho André Luiz Maestri (32), que também era portador de necessidades especiais, falecido em novembro de 2014.

por Wilson Schmidt Junior

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.