Unifebe Vargas Neni TEVAH

Alemães visitam Brusque para discutir Plano de Mobilidade Sustentável

Visitantes permanecem até esta sexta-feira, 31 de março, em Brusque;

Foto: divulgação -

Foto: divulgação –

Brusque – Representantes do governo da cidade de Karlsruhe, na Alemanha, estão em Brusque para alinhar projetos com a prefeitura local referentes à mobilidade sustentável. Os profissionais participam até o dia 31 de março de um seminário promovido pela Unifebe, com abordagem sobre as novas tendências mundiais na área de arquitetura, urbanismo e engenharia civil.

Na terça-feira, 28 de março, o engenheiro Christoph Hupfer, da Universidade de Ciências Aplicadas de Kalsruhe, e Ralf Rapude, responsável pela área de Tecnologia da Informação e Negócios Não Europeus da empresa SM!GHT – Smart Infrastructure Solutions, estiveram na Prefeitura de Brusque ao lado do reitor do Centro Universitário, Günther Lother Pertschy.

Na ocasião, eles foram recebidos pelo Prefeito de Brusque, Jonas Paegle, e pelo vice, Ari Vequi, para discutir ações e projetos que devem ser aplicados no município na área de tecnologia sustentável.

O encontro contou ainda com outros representantes do poder público como Cristiano Olinger, da Fundema, Luis Henrique Blumer, da Secretaria de Trânsito e Mobilidade, e Carlos Henrique Beuting, da Secretaria de Obras.

Olinger explica que a parceria está dentro do projeto que a Prefeitura de Brusque tem com o distrito de Karlsruhe de 50 parcerias municipais pelo clima. “A gente está trabalhando junto em diversas questões. Uma delas na questão de deficiência energética. Um deles é um investimento já liberado pelo governo da Alemanha que são postes inteligentes e iluminação com led na nossa iluminação pública”, explica.

Christoph Hupfer veio à cidade para abordar ações voltadas à mobilidade. “Ele veio estudar todo o caso de Brusque para desenvolver o novo plano de mobilidade para Brusque, pois eles já estão bem avançados na Alemanha”.

Segundo Olinger, o governo alemão vai investir 300 mil euros, pouco mais de R$ 1 milhão, nestas ações. A contrapartida da Prefeitura de Brusque será de apenas 10%, cerca de R$ 100 mil convertidos. “Faz dois anos que estamos trabalhando no plano de ação e não tivemos praticamente custo nenhum. Tudo até agora foi custeado pelo governo alemão”, observa.

A ideia é de que em novembro já seja inaugurado o primeiro de cinco postes inteligentes na cidade. “Brusque será pioneira nessa ação. Com certeza será o primeiro do Brasil e talvez até da América”, diz.

O poste, além de ter iluminação com led, tem sistema para carregar bicicleta e carros elétricos. Com ele, também será possível fazer a coleta de vários tipos de dados, desde a quantidade de veículos que passam na via até mesmo quanto ao seu tipo: carro, moto ou caminhão. “Também será possível fazer medição de temperatura, umidade, ruídos, uma coisa dinâmica que podemos ir implementando conforme a necessidade”, finaliza Olinger.

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.