Unifebe Vargas PREFEITURA TEVAH

Bierfest, festival de cervejas artesanais? Produtores caseiros discordam

Exigência de certificação teria afastado diversos produtores na segunda edição da festa;

bierfest abertura 047

Bierfest 2015 – Foto: Prefeitura de Brusque –

Brusque – Enquanto tudo é festa e alegria para o público que prestigia a segunda edição da Bierfest, o Festival da Cerveja Artesanal, outra camada da população se mostra bastante infeliz com a organização do evento em 2015. Realizado pela secretaria de Turismo da Prefeitura de Brusque, de acordo com o produtor de cervejas artesanais Aldo da Rocha Junior, a edição deste início de ano se mostra bastante diferente da primeira, em 2014.

Segundo ele, na primeira edição, foram chamados a maioria dos cervejeiros artesanais de Brusque e região para promover o festival. Como foi bem aclamado pela população e rendeu financeiramente para todos os “produtores de panela”, como são chamados, as cervejarias maiores teriam se interessado mais pelo evento. E aí é que nasce o problema. “Como o festival cresceu, também cresceu o olho das cervejarias e exigiram para a que a Prefeitura cobrasse um registro dos artesanais, lógico, já sabendo que não teríamos. Assim, ficariam sozinhos explorando o festival (…) sabemos que este ano o festival perderá seu brilho de expor várias tipos de cervejas, pois, a maioria dessas cervejarias exploram somente o chope Pilsen”, relatou em entrevista para Olhar do Vale (ODV).

O tal registro é denominado entre os produtores de “Mapa”, abreviatura de Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, ao qual a solicitação de cadastramento deve ser endereçada. Porém, segundo informou Aldo à reportagem de ODV, o documento não foi exigido na primeira edição da Bierfest. Relatou ainda que poucos pequenos produtores o possuem. “Para cervejeiros artesanais com baixa produção não vale a pena, pois, é um processo de alta burocracia e muito caro. É o mesmo exigido para uma grande cervejaria (…) que isso sirva de alerta para os segmentos do comércio que forem procurados pela Prefeitura para realizar qualquer tipo de festival. Nos usaram para iniciar uma festa e agora que o negócio cresceu nos deixaram de lado”, acrescenta Aldo.

De acordo com Jones Kohler, outro produtor artesanal, um e-mail enviado pela organização da Bierfest dizia que quem não pudesse comercializar as cervejas por conta da falta da certificação, poderia distribuir gratuitamente aos foliões. Porém, não foi bem isso o que aconteceu. “Em cima deste e-mail eu respondi que gostaria, sim, de um espaço e que eu e alguns cervejeiros colocaríamos uma quantidade de cerveja pra ser distribuída gratuitamente no festival. Até hoje estou esperando a resposta do nosso secretário de Turismo”.

O que diz a secretaria de Turismo?

bierfest abertura 100

Foto: Prefeitura de Brusque

ODV também entrou em contato com o responsável pela secretaria de Turismo em Brusque, Norberto Maestri, o Quito. De acordo com ele, a maioria dos cervejeiros caseiros que reclamam de tal situação não estavam nas reuniões de organização da segunda edição da Bierfest. “Tenho muita pena. Queria que todos os cervejeiros estivessem presentes, mas eu apenas segui a Lei. A gente paga por ser honesto”.

Maestri admitiu que na primeira edição nenhum tipo de certificação foi exigida, porém, disse que foi o próprio ministério quem orientou para que a Prefeitura atentasse à lei que exige a certificação, durante a organização da segunda Bierfest, ainda em 2014. Também relatou que foi oferecida a possibilidade de oferecer gratuitamente as cervejas para degustação, mas novamente aceitou que se ele mesmo fosse um cervejeiro, não ofereceria de graça seus produtos.

Por fim, relatou que não procede a informação de que a Prefeitura teria cedido a pressões de cervejarias artesanais de maior porte. “Vai lá nos pavilhões de Blumenau para ver se você encontra alguma cervejaria caseira”, finalizou.

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.