Unifebe Brusque Vargas Têxtil

Dominó do Bóca Cunha chega a sua 11ª edição com participação de várias personalidades

Evento

Fotos: Wilson Schmidt Junior -

Fotos: Wilson Schmidt Junior –

Brusque – Articulações e discussões políticas, discussões sobre economia, tudo isso acompanhado de uma boa – e de alto nível – competição de dominó. Tal combinação pode parecer pouco usual, mas se você for um conhecedor básico dos eventos que agitam a cidade de Brusque, saberá que se trata de mais uma edição do tradicional Dominó do Bóca Cunha.

E durante a manhã e tarde deste sábado, 23 de abril, centenas de personalidades de Brusque, Santa Catarina e Brasil estiveram presentes no sítio do Bóca Cunha, no Bairro Rio Branco, para celebrar a 11ª edição do evento. Os homenageados da vez foram o casal Herbert e Daria Maria Hort. Para Bóca, um tributo mais que merecido. “Um casal simples, dona Daria e seu Herbert, que moravam no Cedro Alto, que deixaram uma família de empreendedores como são os seus seis filhos que enobrecem e engrandecem a cidade de Brusque e Santa Catarina. Ao seu Herbert e a o dona Daria, o nosso cumprimento. Esta homenagem é justa para pessoas que tanto fizeram pelo bairro de Dom Joaquim e por toda Brusque”, afirmou.

Tão importante quanto a competição são as conversações que ocorrem, principalmente no espectro político, já que deputados, senadores, prefeitos e vereadores costumam vir ao evento. Esperidião Amin (PP), Décio Lima (PT), Rogério “Peninha” Mendonça (PMDB), todos deputados federais, Leonel Pavan (PSDB), Serafim Venzom (PSDB), deputados estaduais, Carlos Chiodini (PMDB), secretário de Desenvolvimento Econômico Sustentável de Santa Catarina, Roberto Pedro Prudêncio Neto (PSD), prefeito, Jean Pirola (PP), vereador, Jones Bosio (Dem), pré-candidato a prefeito, Casildo Maldaner (PMDB), ex-senador e governador de Santa Catarina e Ari Vequi, secretário adjunto da Casa Civil de Santa Catarina e, também, pré-candidato a prefeito. Apenas algumas das presenças ilustres que estiveram no Dominó do Bóca Cunha.

“São pessoas de vários partidos políticos, vários empresários e comerciantes, pessoas que fazem parte dessa família do dominó (…) é um evento para se confraternizarem, se perdoarem e, também, para os homens de negócios se encontrarem. Dominó do Bóca serve para tudo isso”, afirmou Bóca.

Durante o início do torneio, foi servido o já tradicional café da manhã. Muitos, porém, preferiram “guardar espaço” para a deliciosa feijoada do meio-dia. Nesta hora, pessoas de várias classes sociais se juntaram para confraternizar e desfrutar de um bom almoço.

Olhar do Vale (ODV) entrevistou várias das personalidades presentes. O conteúdo você leitor acompanha nos próximos dias em nosso portal.

por Wilson Schmidt Junior

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.