Unifebe Vargas Câmara

SESI corrida do bem contou com mais de mil participantes em Brusque

Aos 73 anos de idade, já aposentado, o seu Vilton Nunes era só alegria, na manhã deste domingo, ao completar mais uma Corrida. Ele começou a correr aos 60 anos, ainda na cidade de Bom Retiro, onde mora, agora não quer mais parar. “Eu não tomo remédios justamente para ganhar saúde e assim, durante as corridas, faço novos amigos, conheço outras cidades, enfim, correr é saúde, é um vício, tanto que me inscrevi para a minha 13ª São Silvestre”, diz o atleta.

Assim como o aposentado, mais de mil atletas de várias regiões do Estado, participaram, na manhã deste domingo, 1, em Brusque, na 12ª Corrida do Bem,  que é promovida pelo SESI/SC, entidade da FIESC. Foram 922 inscrições adulto e 81 para a maratoninha, totalizando 1022 participantes. Foram disputadas as categorias industriário e comunidade, nos naipes masculino e feminino em diversas categorias, que contava com percurso de 5k e 10km. Já a garotada, também fez bonito na “maratoninha”, que reuniu crianças de 6 a 14 anos. “Nós superamos todas as nossas expectativas e ainda incentivamos a prática da corrida e da caminhada, pois algumas pessoas não podem correr, mas podem caminhar, além do que a participação das crianças é um incentivo para que elas percebam a importância de manter hábitos saudáveis”, destacou a supervisora de atividades físicas, Flavia da Veiga.

Quem participa, não cansa de falar dos benefícios que o esporte proporciona e nos desafios que precisam ser superados, como no caso da Mariana Regina Arins,  26 anos, de Joinville, que ao completar a prova precisou ser carregada. “Estava muito quente, as outras competidoras eram fortes e eu não tinha como baixar o ritmo. Cheguei no meu limite, agora vou em busca da mandala (um acessório em círculo, que o competidor ganha para colocar suas medalhas, após cinco corridas) e no pentacampeonato”. Do Rafael Oliveira, 27, de Brusque, que veio com o objetivo de ser campeão. “Eu estudei os demais competidores e treinei muito para vencer. Consegui. Correr é assim, quem começa, não para mais”. Da Elizete Félix Geanesini, que venceu os 10km e ainda trouxe crianças para participar da maratoninha. “Foi emocionante ganhar, mas ver as crianças correndo, foi melhor ainda. É um incentivo para manter a qualidade de vida, manter a saúde, que é o que nos move”.

Tem também o Jarbas Pereira Filho, de 47 anos, que é cego, e corre com o atleta guia, Osni.  “Nós abrimos mão de correr na categoria para deficientes visuais e competimos com os outros corredores de igual para igual, pois queremos baixar o tempo para disputar o Circuito Loterias Caixa e chegar pelo menos em terceiro lugar”, disse Pereira.

SOLIDARIEDADE

Além da adoção de hábitos saudáveis e o contato entre os atletas, o evento estimula fazer o bem, pois parte da renda arrecadada com as inscrições é destinada a instituições beneficentes. Em Brusque, a Ação Social Arquidiocesana (ASA) recebeu um cheque no valor de R$ 6.402,00 que serão doados á Comunidade Terapêutica São Lourenço, localizada entre os municípios de Brusque e Itajaí e que trata de dependentes químicos. “Gostaria de parabenizar o SESI e a FIESC pela iniciativa de fazer o bem duas vezes: incentivando a prática do esporte, com atividades saudáveis e também fazendo o bem destinando uma parte dos recursos para instituições que praticam a caridade”, ressaltou o secretário executivo da ASA, Fernando Anísio batista.

Para o vice-presidente regional da FIESC no Vale do Itajaí Mirim, Ingo Fischer, “a Corrida do Bem vem a fortalecer a saúde do nosso pessoal, porque é disto que precisamos: saúde. O número de pessoas que participou, mostra isso, são mais de mil pessoas se exercitando e fazendo bem para a sua saúde. Parabéns para todos”.

As próximas “Corridas do Bem” acontecem dia 8 de outubro, em São Miguel do Oeste; 29 de outubro, em Caçador; 12 de novembro, em Itajaí e finaliza no dia 03 de dezembro, em Jaraguá do Sul.

Foto: Thiago Braga

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.