Unifebe Vargas TEVAH

Com camisa nova, Brusque Futebol Clube empata sem gols com Joinville

O time não soube aproveitar a superioridade sobre o rival;

Foto: divulgação -

Foto: divulgação –

Brusque – O reencontro do Brusque com a torcida após o grande jogo diante do Corinthians teve camisa nova, bom público e, novamente um empate sem gols no Gigantinho.

Se o empate diante do gigante Corinthians foi de certa forma comemorado apesar da desclassificação, o 0 a 0 diante do até então lanterna Joinville foi muito lamentado pela equipe brusquense.

Isso por quê o time não soube aproveitar a superioridade sobre o rival. Depois de um bom primeiro tempo, o Bruscão caiu de rendimento na segunda etapa, deixou o adversário equilibrar a partida e levar um ponto para o Norte do Estado.

O jogo

O time iniciou o jogo vestindo pela primeira vez a camisa colorida nas cores vermelho, branco e verde. Em campo, a novidade foi o zagueiro Willames na vaga de Negueti. O time começou os 10 primeiros minutos pressionando o Joinville e logo de cara teve duas boas chances de abrir o placar.

Depois do susto iniciou o Joinville acertou a marcação e o jogo ficou monótono até os 35 minutos, quando o Bruscão voltou a dominar e perder boas chances de abrir o placar.

O chute de Boquita de longe obrigou o goleiro Matheus a fazer um milagre. Depois Ricardo Lobo, por pouco, não balançou as redes ao perder na pequena área. O adversário, por sua vez, não assustou. Foram apenas dois chutes a gol em toda a primeira etapa. Em apenas um deles o goleiro Rodolpho trabalhou.

Etapa final

O Brusque voltou para o segundo tempo com a mesma equipe que iniciou a etapa anterior. Já o Joinville optou por tirar um homem centralizado, Marylson, para a entrada de um que joga mais pelos lados de campo, Bruno Batata.

O time do Norte melhorou a partir do momento que saiu mais para o jogo, mas era o Brusque que continuava melhor. Nos 15 minutos iniciais, cada time teve uma boa chance. A do JEC foi apenas aos 12 minutos, na primeira grande oportunidade do time, justamente com Bruno Batata. Aos 25, o atacante ainda chutou com perigo para boa defesa de Rodolpho.

Pelo Brusque, Pingo colocou Assis no lugar de Eliomar, e posteriormente Willian no lugar de João Carlos. Mas o time seguiu pecando na criação. Na melhor chance, o voleio de Ricardo Lobo subiu demais e passou longe do gol do goleiro Matheus. No último lance da partida, o jogador ainda tentou em chute perigoso de primeira, mas a bola desviou na zaga e saiu.

Com o resultado, o Brusque finaliza o turno na terceira colocação do Catarinense, com 16 pontos. A equipe foi ultrapassada pela Chapecoense, que venceu o Criciúma por 2 a 0 na Arena Condá e chegou aos 17. O líder Avaí tem 20 e joga neste domingo diante do Inter de Lages, quinto colocado, com 10 pontos, na Ressacada. Metropolitano e Figueirense, e Tubarão e Almirante Barroso fecham a rodada.

por Assessoria de Imprensa

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.