Unifebe Brusque Vargas Têxtil

Brusque vira e fatura o clássico em cima do Metrô

Com o resultado, a equipe brusquense assume provisoriamente a liderança do returno;

Foto: Márcio Costódio -

Foto: Márcio Costódio –

Brusque – Teve de tudo no clássico do Vale. Brusque e Metropolitano fizeram um duelo pra lá de quente nesta quarta-feira em jogo que acabou em 3 a 2 para o Bruscão. O clássico por si só já tem grandes ingredientes. Esse ganhou mais ainda. Noite de estreia do técnico Mauro Ovelha no clube rival, de pênaltis reclamados pelas duas equipes, e também de pressão dos dois lados.

O Brusque pela vitória que poderia colocar a equipe na liderança do returno, já o rival pra fugir do fantasma do rebaixamento. Não bastasse tudo isso, o duelo ainda teve uma briga em particular entre os artilheiros do campeonato. Pelo lado do Brusque, Jonatas Belusso fuzilou o goleiro Villar em duas oportunidades. No rival, Sábia fez o mesmo ao levar vantagem sobre a defesa brusquense nas bolas paradas.

Quem também brilhou no jogo foi Michel Douglas. O jogador foi um dos personagens do clássico ao entrar no lugar de Ricardo Lobo, lesionado, e mudar a história da partida.

O clássico

Depois de Sábia aparecer pela primeira vez aos 13 minutos quando desviou de cabeça após cobrança de falta e abriu o placar, apenas um minuto depois de entrar em campo, Michel deu passe de cabeça para Belusso ganhar de dois marcadores e fuzilar o goleiro Villar: 1 a 1 e clássico empatado no Gigantinho.

Foi com a dupla Michel Douglas e Belusso que o Brusque chegou a virada. O artilheiro do Brusque estava com fome de gol e achou um perfeito garçom para servir de lambuja a cabeça do time rival.

Michel Douglas até tentou fazer o seu de cabeça em lance que Belusso já aparecia livre como opção. A bronca do atacante teve como resposta uma assistência primorosa aos 38, um minuto depois. Da entrada da pequena área, Michel Douglas desviou para novamente Belusso, na cara do gol, fuzilar pela segunda vez o arqueiro do Metrô, desta vez à queima-roupa: 2 a 1 Brusque.

Quando parecia que a vantagem era certa para o intervalo, o jogo novamente pegou fogo quando Junior Fell mandou uma pancada no travessão. Na sobra, Sábia, livre, tocou de cabeça para as redes: 2 a 2 e clássico novamente empatado.

Foto: Márcio Costódio

Foto: Márcio Costódio

Pressão e vitória

Se ficou devendo o bom futebol na etapa inicial, o Brusque voltou para o segundo tempo disposto a massacrar o rival. Não demorou para a qualidade da equipe brusquense prevalecer. No primeiro ataque da equipe no segundo tempo, com menos de um minuto de partida, Michel Douglas, agora como protagonista, de cabeça voltou a colocar o Brusque em vantagem.

Após o gol, o Brusque passou a pressionar o adversário que escapou pelo menos três vezes de tomar o quarto ainda nos 10 minutos iniciais. Em um dos lances, Jonatas Belusso perdeu debaixo da trave. A torcida chegou a gritar gol na finalização que foi para fora.

O Metropolitano só foi aparecer aos 20 minutos, em chute forte de Valkenedy bem defendido por Rodolpho.

O Brusque continuou melhor, enquanto o Metropolitano buscava a igualdade nos contragolpes. Aos 25, Mineiro sentiu e deu lugar a Diogo Roque. Em campo, o cenário continuou igual. O Brusque com mais posse e criando as melhores chances, mas dando espaços para o rival também assustar nos contra-ataques.

O roteiro seguiu até os minutos finais e terminou feliz do lado brusquense com mais uma vitória, o que já virou rotina para a torcida quadricolor. Com a vitória no clássico, o Brusque chegou a 7 pontos, assumindo provisoriamente a liderança do returno. O time volta a campo no domingo, às 19h30min, quando enfrenta o Tubarão no Sul do Estado.

Foto: Márcio Costódio

Foto: Márcio Costódio

 

por Assessoria de Imprensa

Publicado por Olhar do Vale

Avalie essa notícia

Os comentários serão analisados pelo editor do site e podem ser excluidos caso contenham conteúdo discriminatório, calunioso ou difamador. O nosso objetivo é promover a discussão de ideias entre os internautas. Esteja ciente que comentando aqui você assume responsabilidade pela sua opinião.